MDB realiza Convenção Municipal em Marabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB), em Marabá, realizará Convenção Municipal, na segunda-feira (30), no Plenário da Câmara Municipal, a partir de 18 horas. O Edital de Convocação foi expedido pelo Presidente do Diretório Municipal, Secretário Regional de Governo, da gestão Helder Barbalho, João Chamon, visando a tratar da escolha de membros para compor a Comissão Executiva Municipal e outros temas elencados no convite. A cúpula da sigla partidária no Pará já confirmou presença em Marabá.

Nagib Mutran é um dos filiados mais antigos do MDB em Marabá

Candidatura própria

Apesar de não fazer parte da chamada “Ordem do Dia”, a discussão sobre o lançamento de candidatura própria do MDB à prefeitura de Marabá deverá “ditar o rumo” dos trabalhos na Convenção Municipal. Dividido em três grupos majoritários, comandados politicamente pela família Mutran, Chamon e Asdrubal Bentes, o debate não deverá ser muito amistoso, pois existem sinais de insatisfação, dentro do MDB, em relação à maneira como o governador Helder Barbalho vem tratando antigos aliados em Marabá.

Helder Barbalho

Adotando uma postura típica de quem chegou ao poder com um forte apoio popular, a falta de sinalização de apoio a uma candidatura própria do MDB em Marabá, a um ano da eleição, vem provocando inquietação em alguns “caciques” e em parte da base do MDB na cidade. Quem ainda não teve suas reivindicações atendidas pelo governador está começando a “desconfiar” das intenções políticas de Helder Barbalho. No entanto, a presença da “nata” do partido em Marabá estaria colocando “água na fervura” dos mais alvoraçados.

Toni Cunha e Manoel Veloso travam batalha pela “unção” de Helder Barbalho

Manoel Veloso e Toni Cunha

“Correndo por fora”, rola nos bastidores, que existe uma “corrida velada” de Toni Cunha (PTB) e Manoel Veloso (PSL) atrás do apoio de Helder Barbalho, visando destronar Sebastião Miranda que goza de uma grande aprovação popular acima de 80%. Os dois foram bem votados na última eleição, possuem “tentáculos” na administração estadual e são da base de apoio do governador.

Pádua seria o nome mais viável do atual quadro do MDB em Marabá

Para alguns integrantes do MDB, uma candidatura de alguém de fora do partido é tudo o que eles não querem “nem ouvir falar”. Nessa perspectiva, existe um grupo, ainda muito tímido, tentando arregimentar lideranças para apoiar o nome de Pádua Andrade, ex-secretário de Obras de Marabá. Como ele não emplacou nenhum nome em cargos de relevância na administração estadual, muitos duvidam do prestígio dele junto ao governador, mesmo tendo sido ministro de estado de Michel Temer.

Analistas dão como certa a reeleição de Tião Miranda

Estratégias

Há quem diga que Helder Barbalho deverá se manter “neutro” na corrida eleitoral de 2020. O governador não estaria disposto a “bancar” nenhum nome para enfrentar Tião Miranda, para não tê-lo como adversário ferrenho na eleição para governador em 2022, pois os analistas políticos “dão como certa” a recondução de Sebastião Miranda à prefeitura de Marabá, porque o atual gestor é bem visto pela maioria da população.

No entanto, a presença da Executiva Estadual do Partido em Marabá poderá mudar o “rumo dessa história” e trabalhar uma candidatura própria do MDB. O problema é quem será o candidato a ser escolhido para abocanhar a chancela do governador. Os Chamon, Nagib Mutran e Asdrubal Bentes estão “de olho” nas peças do xadrez, pois se trata de administrar a 4ª maior prefeitura do estado do Pará.

João Chamon, presidente do Diretório Municipal do MDB

Diretório Municipal

A Redação do Portal Debate Carajás encontrou em contato com o presidente do Diretório Municipal, João Chamon, solicitando informações a respeito da Convenção Municipal. Ele afirmou que já confirmaram presença o presidente estadual do MDB, Jader Filho;  presidente da Alepa, Dr. Daniel; Chefe da Casa Civil, Parsifal Pontes; Secretário de Transportes, Pádua Andrade; Senador Zequinha Marinho; deputado Chamonzinho e mais cinco parlamentares estaduais.

O MDB sempre esteve entre os três maiores partidos políticos do Brasil. No Pará, elegeu o atual governador nas eleições de 2018 e em Marabá busca caminhos para viabilizar um projeto de poder. Será dada largada na corrida eleitoral para a escolha do nome de uma possível candidatura a prefeito de Marabá. Resta saber se o “escolhido” será tratado como “boi de piranha”, se vai apenas “marcar território” ou se realmente vai “encarar”, com estrutura para vencer, o favorito Sebastião Miranda.

Pedro Souza

 

 

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!