Sd Fonseca e Sd Brito efetuaram a pisão de "Baixinho" em Goiás

A Polícia Militar da Cidade Ocidental (GO), localizada no entorno de Brasília, Distrito Federal, prendeu Geilson Cezário de Souza, vulgo “Baixinho”, por volta das 21h dessa quinta-feira (13), acusado de matar, a tiros, Ronaldo da Silva Lima, 22 anos, no Supermercado Nacional Alimentos, no bairro Bela Vista, no último domingo (9), às 11h, por causa de uma “desavença boba” na fila do caixa, chocando a população de Marabá.

Arma utilizada para matar Ronaldo Lima

De acordo com o major Chrisóstomo, comandante do 33º Batalhão de Polícia Militar do estado de Goiás, a população da Cidade Ocidental reconheceu Geilson Souza através de uma matéria do Portal Debate Carajás. “O acusado foi preso em uma parada de ônibus, após ser reconhecido por policiais militares. Ele já estava trocando de esconderijo na casa de parentes na Cidade Ocidental”, relatou o militar em contato com a Redação do Portal.

Segundo a Polícia Militar, a matéria chegou às mãos do serviço de inteligência da PM/GO e foi repassada para as viaturas. Em seguida, o soldado Fonseca e o soldado Brito efetuaram a prisão do acusado em uma parada de ônibus, no bairro Ocidental Parque, porque já havia indicativos de que ele estaria se deslocando para o entorno de Brasília. O suspeito disse para os policiais que estava se dirigindo para a casa de uma parente, porque não foi aceito na casa de um tio após ele ficar sabendo da autoria do crime em Marabá.

O major Chrisóstomo afirmou que, após o assassinato, o acusado tirou uma nova identidade no estado de Goiás e havia acabado de chegar à Cidade Ocidental.  Durante a busca pessoal, “Baixinho” forneceu o nome de “Jailson” para os militares, mas depois que os policiais mostraram a matéria, ele confirmou o nome verdadeiro, assumiu a autoria da morte de Ronaldo Lima e entregou a arma do crime que estava escondida no fundo de uma mala.

Delegado Vinícius Cardoso fez contato com a polícia de Goiás e forneceu o mandado de prisão contra “Baixinho”

Diante das evidências, o acusado recebeu voz de prisão e está sendo autuado pelo crime de homicídio qualificado na delegacia de Polícia Civil de Goiás. De acordo com o delegado Vinícius Cardoso, titular da 21ª Seccional de Polícia Civil de Marabá, já foi feito contato com a polícia da Cidade Ocidental e, em breve, Geilson Souza será recambiado para Marabá, onde permanecerá preso à disposição da Justiça. A prisão de “Baixinho” trouxe alívio para familiares, amigos e a comunidade de Marabá, pois a forma banal como ele executou Ronaldo Lima chocou a região de Carajás.