Marabá
23°C
Overcast clouds

Sindecomar: comerciários cassam mandato de presidente afastado

Márcio Alves perdeu o cargo definitivamente, na manhã deste domingo (16), durante uma Assembleia Geral, coordenada pela Comissão Processante
Márcio Alves - Crédito: Redes sociais

A Assembleia Geral, realizada pelo Sindicato dos Empregados no Comércio do Município de Marabá e Sul do Pará (Sindecomar), na manhã deste domingo (16),  na Rua Sete de Junho, no Núcleo Marabá Pioneira, cassou o mandato do presidente afastado, Márcio Alves de Jesus, sob acusação da prática de diversos crimes. O ex-presidente foi excluído do quadro de sócios da entidade sindical de Marabá.

A Comissão Processante leu o resultado da auditoria realizada nas contas do Sindecomar, durante a gestão Márcio Alves, e exarou o parecer, opinando pela cassação do mandato do presidente afastado. Em seguida, José Marcos de Lima Araújo, presidente, colocou o relatório em votação. O resultado da votação foi por unanimidade entre os comerciários presentes.

A ausência de Márcio Alves na Assembleia Geral para se defender e responder a perguntas sobre o dinheiro transferido para a conta pessoal e a compra de um HB20, cor cinza, irritou os comerciários presentes na hora do julgamento do parecer da Comissão Processante. “Nós elegemos o presidente, mas nós também sabemos retirar da presidência do Sindecomar quem passar a utilizar nosso Sindicato em benefício próprio”, protesta um trabalhador no momento da votação.

O ex-presidente havia sido afastado, no dia 18 de outubro de 2021, sob suspeita de malversação de recursos do Sindicato; falsificação de documentos; desvio de finalidade; abuso de poder e assédio moral. Márcio Alves recorreu junto à Justiça do Trabalho da 8ª Região, em Marabá e Belém, mas perdeu todas as ações na Justiça. De acordo com o Estatuto Social, o ex-presidente foi excluído do quadro de filiados da entidade sindical. O evento deste domingo (16) serviu para mostrar a força dos trabalhadores do comércio de Marabá.

De acordo com a presidente, Tâmara Rodrigues, a hora agora é de se buscar a união da classe dos comerciários em Marabá. “A Diretoria Executiva vai intensificar o trabalho de moralização do Sindecomar. Estamos lutando para resgatar a credibilidade da entidade sindical junto ao trabalhador. Continuaremos a lutar por direitos e buscaremos melhores salários e condições de trabalho, sempre com transparência e honestidade”, observa a nova presidente.

Tâmara afirmou que vai trabalhar em conjunto com os demais membros da Diretoria Executiva em busca de um Sindecomar mais forte. Nos próximos dias, deverá ocorrer uma série de reuniões para se traçar novos rumos e novas lutas em benefício da classe. Novos benefícios aos comerciários e a busca de novas filiações deverão pautar os rumos da gestão Tâmara Rodrigues. O Portal Debate Carajás não conseguiu contato com Márcio Alves para ouvir a versão dele sobre os fatos utilizados para sua expulsão do Sindecomar. (Portal Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!