Marabá
26°C
Overcast clouds

Pecuarista é executado a tiros durante emboscada no sudeste do Pará

Pistoleiros estavam escondidos na entrada da fazenda da vítima
Marcão do Boi foi assassinado em uma emboscada | Foto: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O pecuarista Marcos Dias Nogueira, conhecido como “Marcão do Boi”, foi executado a tiros, no início da manhã deste domingo (13), na Fazenda São Marcos, localizada na zona rural da cidade de Abel Figueiredo, no sudeste do Pará.

Segundo informações vindas do local do crime, “Marcão do Boi” se deslocava da sede de Abel Figueiredo para a Fazenda São Marcos, porém, ao descer do veículo para abrir a porteira, foi emboscado e alvejado com diversos disparos de arma de fogo e morreu instantaneamente.

Em 2009, um grupo de pessoas ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) invadiu a Fazenda Pau Terra, na cidade de Rondon do Pará, pertencente a Marcão, ocasião em que o líder Saturnino Pereira Silva foi morto a tiros, gerando graves tensões na luta pela posse da terra na Região de Carajás.

Na época, José Dias Costa Neto, o “Zezinho”, filho do fazendeiro, e Marcão do Boi foram acusados pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) de serem os mandantes do assassinato do trabalhador rural. No entanto, os dois respondiam ao processo em liberdade.

O corpo de “Marcão do Boi” foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Marabá para realização de necropsia. A morte da vítima movimentou as redes sociais. A autoria e motivação do crime ainda não foram reveladas. Os atiradores fugiram sem deixar pistas.

O Departamento de Homicídios da 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Marabá investiga o crime. Marcão era evangélico e morador da cidade de Rondon do Pará, cidade onde o corpo será velado. (Portal Debate Carajás)

“Marcão do Boi” foi executado a tiros neste domingo (13) – Crédito: Reprodução

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!