Marabá
27°C
Scattered clouds

Marabá registra 277 denúncias de maus-tratos a animais em 10 meses

Além do recebimento e acompanhamento das denúncias repassadas pela população, o Programa Linha Verde desenvolve mensalmente campanhas de conscientização sobre os maus-tratos contra animais e suas penalidades
Gritar, punir e repreender verbalmente os cachorros pode deixá-los estressados e pessimistas (Foto: George Hodan/Publicdomainpictures/Creative Commons)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Desde o lançamento do Programa Linha Verde em Marabá, ocorrido no mês de setembro de 2020, o serviço já recebeu informações de 277 animais em situação de maus-tratos. Dos crimes contra o meio ambiente, maus tratos contra os animais ocupa o 2º lugar no ranking de denúncias.

A coordenadora do Disque Denúncia Sudeste do Pará, Hellen Araújo, explica que em uma denúncia são relatados vários tipos de maus-tratos, e no período de verão, muitas famílias viajam para passar as férias fora da cidade e consequentemente aumenta o número de denúncias de animais em situação de abandono, trancados dentro de residências, sem alimentação e água.

Além do recebimento e acompanhamento das denúncias repassadas pela população, o Programa Linha Verde desenvolve mensalmente campanhas de conscientização sobre os maus-tratos contra animais e suas penalidades.

Campanhas desenvolvidas pelo Programa Linha Verde

Dicas do veterinário

Pensando em ajudar a população a cuidar melhor do seu amiguinho pet, a equipe do Linha Verde convidou o veterinário Leopoldo Moraes, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), para repassar algumas dicas de cuidados com os pets no verão.

Leopoldo Moraes explica que “os animais, assim como nós, precisam de cuidados redobrados no verão. As altas temperaturas e baixa umidade aliada ao excesso de exposição solar, podem propiciar o aparecimento de diversas doenças em cães e gatos. Cuidados com alimentação, passeios e hidratação devem ser redobrados durante esse período”.

Cães e gatos tendem a comer menos durante as épocas mais quentes, pois o metabolismo dos animais fica mais lento, fazendo com que gastem menos energia. Por isso, forneça o alimento em horários específicos e mantenha sempre a ração ao abrigo da luz solar, evitando que o alimento se deteriore.

Mantenha o pet sempre hidratado e com fornecimento de água limpa e a disposição, podendo até mesmo colocar algumas pedrinhas de gelo no bebedouro, e lembrem-se gatos podem preferir a ingestão de água corrente.

Ao passear com seu pet, dê preferência aos horários em que o calor está menos intenso, antes das 9h e após as 17h, evitando que as temperaturas elevadas das calçadas ou do asfalto possam vir a queimar as patinhas do animal. Mantenha sempre o animal em local arejado e limpo, tenha momentos de interação com seu pet e utilize sempre protetor solar específicos da linha veterinária”.

Juntos pela proteção aos animais

Em Marabá, existe a ONG Patinhas de Rua que atua há mais de seis meses resgatando e tratando os animais que estão em situação de abandono e maus tratos, nesse período a Ong já realizou 5 feiras de adoção onde 177 animais entre cães e gatos foram adotados.

Dayse Araújo, coordenadora da ONG, relata que eles recebem informações de animais presos, sem água e alimentação adequada, atropelados e casos de zoofilia. Ela conta ainda que após a pandemia da covid-19, houve um aumento nos casos de abandono, pois muitos tutores achavam que os animais transmitiam o vírus.

Para aqueles que querem adotar um amigo pet é só acompanhar as redes sociais da ONG Patinhas de Rua e do Linha Verde, onde são divulgadas as informações sobre datas das próximas feiras de adoção.

Dayse complementa que depois da feira de adoção o trabalho não para, pois ainda é feito o controle, monitoramento de como estão os animais adotados, se foi realizado o protocolo de vacinas, e solicitam envio de fotos dos animais para saber como estão, pois houveram situações em que a Ong pegou o animal de volta porque não estava em um ambiente saudável.

Saiba mais

Para combater o crime de maus-tratos contra animais, a população pode entrar em contato com o Linha Verde e realizar denúncias anônimas, por meio do telefone fixo e WhatsApp (94) 3312-3350, ou pelo aplicativo do Disque Denúncia Sudeste do Pará disponível para IOS e Android. (Divulgação)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!