Marabá
26°C
Scattered clouds

Covid-19 deixa Coronel Silva internado em estado grave em Belém

Estado de saúde do militar preocupa amigos e familiares
Coronel Silva está internado no Hc de Belém - Crédito: Redes sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O Coronel PM, José da Costa e Silva Filho, de 55 anos, sentiu os primeiros sintomas da covid-19, no dia 10/5/2021, ele foi medicado como se fosse uma infecção intestinal, mas não houve melhora e o militar realizou o teste, no dia 13/5/2021, em Marabá, no sudeste do Pará, onde foi detectado a presença do coronavírus em seu organismo e o paciente começou a tomar a medicação em casa.

No entanto, o quadro clínico do militar se agravou e na sexta-feira (21), o Coronel Silva foi conduzido pela família para o Hospital Municipal de Marabá (HMM), sentindo muita falta de ar. No dia seguinte, o PM foi transferido para uma UCE, um leito de UTI exclusivo para a covid-19. O estado de saúde do paciente continuou se agravando e a equipe médica decidiu intubá-lo.

Como em Marabá não dispunha de um leito de UTI, a família e amigos conseguiram uma vaga no Hospital de Campanha de Belém e o ex-sub comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º) foi transportado em uma UTI aérea. De acordo com Wanderson Silva, filho do PM, o estado de saúde de seu pai continua grave e a família pede orações para ajudar na cura.

A família do Coronel Silva parabenizou a equipe médica do Hospital Municipal de Marabá, composta pelos mais diversos profissionais, pelo tratamento humano e profissional. “Meu pai foi muito bem cuidado no HMM. Eles fizeram o poderia ser feito para curar meu pai”, comentou Wanderson Silva. De acordo com a família, José Costa sofreu um acidente de helicóptero, durante uma missão da PM, anos atrás, se machucou bastante e passou a sofrer de claustrofobia.

A doença fez com que o paciente rejeitasse o capacete respirador, agravando sobremaneira o quadro respiratório. Coronel Silva estudou na Escola Acy Barros em Marabá, ocupou vários cargos na PM de Marabá, é formado em Direito e foi candidato a vereador em 2020, porém não conseguiu se eleger. O estado de saúde dele foi seriamente agravado devido ao diabetes. Segundo Wanderson, só após a publicação do próximo boletim médico é que se vai ter novas informações do paciente. (Texto: Pedro Souza/Portal Debate Carajás)

Wanderson e o pai durante cerimônia no 4º BPM – Crédito: Redes sociais

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!