Manifestantes liberam trânsito na estrada do Rio Preto, em Marabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Os moradores da região do Rio Preto encerraram, na noite de ontem (19), um protesto que interrompia o trânsito na estrada do Rio Preto, à altura da Vila Santa Fé, reivindicando a pavimentação de uma extensão de 226 km, saindo de Marabá até a divisa do município de São Félix do Xingu.

Diante do impasse, os vereadores Tiago Koch (MDB), Mariozan Quintão (Cidadania) e Alécio Stringari (PSB), eleitos na região do Rio Preto, viajaram para Belém hoje (20) para tentar contato com o secretário Pádua Andrade e com o governador Helder Barbalho (MDB) a fim de obterem uma resposta sobre o asfaltamento da estrada.

Reunião de mobilização para realização do manifesto pela população da região do Rio Preto

A empresa Buritirama protesta que, apesar de não ser a única usuária da via, a população debita à mineradora todos os problemas existes na estrada do Rio Preto. Já os moradores atribuem à mineradora Buritirama parte dos problemas existentes, como a poeira excessiva no verão, buracos, atoleiros e muita lama no período de inverno. “Não temos nada contra a Buritirama, queremos apenas qualidade de vida”, argumenta o motorista Renato Oliveira.

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!