Marabá
23°C
Clear sky

“Manelão” está preso acusado de ordenar morte de ex-esposa e enteada em Marabá

Suspeito estava residindo em Teresina, Piauí, ao ser preso pela Polícia Civil de Marabá.
"Manelão" é acusado de mandar matar mãe e filha - Crédito: Redes sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O brilhante trabalho investigativo da Delegacia de Homicídios, comandada pelo delegado Toni Vargas, subordinada a 21ª Seccional Urbana de Marabá, no sudeste do Pará, através da “Operação Vila Rica”, capturou o pecuarista Manoel Messias Moura, 58 anos, conhecido como “Manelão”, acusado de encomendar a morte da ex-esposa Vanuza Silva Barbosa e da enteada Jacsiane Barbosa de Moura, no dia 29/11/2020, em Marabá, no sudeste do Pará.

Mãe e filha foram executadas com disparos de arma de fogo, na chácara da família, denominada “Vila Rica”, na região do Núcleo Morada Nova, na Vicinal Medalhão. “Manelão” foi preso na cidade de Teresina, capital do estado do Piauí. O juiz da Comarca de Marabá expediu o mandado de prisão do acusado e de mais dois indivíduos que foram detidos nas cidades de Santa Izabel e Mãe do Rio, nordeste do Pará.

O Portal Debate Carajás apurou que Manoel Moura estava em uma disputa judicial com os próprios filhos e a primeira esposa pela posse de propriedades rurais. Ele foi marido de Vanuza Barbosa, porém os dois já havia se separado, mas existiam alguns bens para serem divididos. Para o delegado Toni Vargas, “Manelão” mandou matar a ex-companheira motivado por ciúme e para não dividir os bens.

Vizinhos do casal afirmaram que o acusado estava morando na casa de uma namorada em Teresina, local onde foi preso, e envolvido com “coisas erradas”, pois durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão três indivíduos foram presos porque estavam portando arma de fogo na cintura. Alguns relataram que a atual namorada de “Manelão” não é uma “boa bisca”. Vanuza Barbosa foi Secretária de Turismo no governo Maurino Magalhães em Marabá.

O delegado Vinícius Cardoso, titular da 21ª Delegacia de Polícia Civil, afirmou que o Poder Judiciário já expediu a ordem de recambiamento de Manoel Moura. “Já na próxima semana o acusado será recambiado para Marabá”, finaliza o DPC. “Manelão” deverá ir a júri popular pelas mortes de Vanuza Barbosa e Jacsiane Moura. Além disso, o suspeito deverá ser condenado por outros crimes praticados na empreita pelo duplo assassinato.

Na terça-feira (29), os movimentos de mulheres do Núcleo São Félix – Morada Nova realizarão uma manifestação, exigindo uma punição severa para o mandante do crime e seus comparsas. De “sangue frio”, na época, “Manelão” estava viajando, mas retornou a Marabá e participou do velório e enterro como se nada tivesse a ver com a morte da ex-esposa e enteada. (Portal Debate Carajás)

Ver a imagem de origem
Delegado Toni Vargas e a equipe da DH de Marabá capturaram “Manelão” – Crédito: Reprodução

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!