Marabá
26°C
Overcast clouds

Mais 10 mortes e 57,60% de isolamento social aproximam ‘lockdown’ do Pará

SÃO LUÍS (MA) - Acesso à Rua Grande foi fechado pela PM. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) anunciou a confirmação de mais 10 óbitos no estado do Pará, por volta de 9 horas, da manhã de hoje (5), elevando para 354 o número de mortes provocadas pelo coronavírus. Apesar de estar entre os cinco melhores estados no isolamento social com 57,60%, durante o final de semana, o percentual continua muito abaixo de 70%, mínimo exigido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), porque a média semanal é de apenas 45% a 50%.

A disparada da quantidade de infectados, mortos e o colapso do sistema de saúde e funerário devem levar o governador, Helder Barbalho, a decretar ‘lockdown’ no estado do Pará, nos próximos dias. O estado já se aproxima, proporcionalmente, aos entes federados mais atingido pelo Covid-19. Veja os segmentos sociais atingidos pelo ‘lockdown’ no Maranhão:

‘Lockdown’ no Maranhão

  • Suspensão das atividades não essenciais, com exceção de serviços de alimentação, farmácias, portos e indústrias que trabalham em turnos de 24 horas.
  • Bancos e lotéricas abrem apenas para o pagamento do auxílio emergencial, salários e benefícios sem lotação máxima nesses ambientes, com organização de filas.
  • Proibição da entrada e saída de veículos por dez dias, com exceção para caminhões, ambulâncias, veículos transportando pessoas para atendimento de saúde e atividades de segurança.
  • Suspensão da circulação de veículos particulares, sendo autorizados somente a saída para compra de alimentos ou medicamentos, para transporte de pessoas e atendimento de saúde, serviços de segurança ou considerados essenciais.
  • Limitação da circulação de pessoas em espaços públicos.
  • Proibição de qualquer aglomeração de pessoas em local público ou privado, para realização de eventos como shows, congressos, torneios, jogos, festas e similares
  • É obrigatório o uso de máscara em todos os locais públicos e de uso coletivo, ainda que privados.

Quem não cumprir as regras do ‘lockdown’ estará sujeito a advertência ou multa. Estabelecimentos podem sofrer interdição parcial ou total do estabelecimento, no caso de empresas. Caso os números não melhorem, como já foi anunciado, Helder Barbalho deverá decretar a medida restritiva, no estado do Pará.

Debate Carajás 

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!