Melania Geymonat e sua namorada Chris estavam no segundo andar de um ônibus quando ocorreu a agressão (Foto: Reprodução/Facebook)
O caso é mais uma atrocidade contra minorias. Melania Geymonat, de 28 anos, e sua namorada Chris estavam no segundo andar de um ônibus enquanto viajavam até Cramden Town, em Londres, na madrugada do último dia 30. Quatro adolescentes, com idades entre 15 e 18 anos, começaram a forçar as jovens a se beijar enquanto faziam gestos sexuais.
Ao se negarem a fazer o que o grupo pediu, as duas mulheres passaram a ser agredidas física e verbalmente. Após as agressões, as duas foram encaminhadas a um hospital com lesões faciais. Melania quebrou o nariz e ainda teve o celular e a bolsa roubados. 
Em seu Twitter, o prefeito de Londres, Sadiq Khan, chamou o ataque de “nojento e misógino”. Khan escreeu ainda que “crimes de ódio contra a comunidade LGBT+ não serão tolerados na cidade.” 
A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May também se pronunciou sobre o ataque. “Foi um ataque doentio e meus pensamentos estão com o casal afetado. Ninguém jamais deve esconder quem é ou quem ama e devemos trabalhar juntos para erradicar a violência inaceitável contra a comunidade LGBT”, disse.
A polícia local investiga o caso.