Marabá
36°C
Few clouds

Implantação de novo projeto de mineração em Canaã dos Carajás está prevista para 2025

Projeto Níquel do Vermelho, de extração e transformação de níquel e cobalto. O projeto tem vida útil inicialmente projetada de 38 anos. Na capacidade total de produção, espera-se que o produza uma média de 25.000 toneladas de níquel e 1.250 toneladas de cobalto por ano
Foto: Reprodução

A implantação de mais um projeto minerário em Canaã dos Carajás foi discutida durante encontro na manhã desta quinta-feira (4), na sala de reuniões da prefeitura de Canaã. Trata-se do projeto Níquel do Vermelho, de extração e transformação de níquel e cobalto, que deve começar a ser instalado em Canaã a partir de 2025.

A reunião contou com a presença do diretor Financeiro da empresa Horizonte Minerals, responsável pelo projeto, Thiago Moura, do diretor de Estudo de Viabilidade e Implantação, Jhon Hsuan, da gerente de Meio Ambiente, Flávia Veronesi, e do gerente de Relações com a Comunidade, André Vasconcelos. Pela prefeitura, participaram a prefeita Josemira Gadelha, os secretários de Planejamento, Geam Meirey, e de Governo, Roberto Andrade, o engenheiro Eugênio Gadelha, além do assessor de comunicação, Jefferson Almeida.

O projeto Níquel do Vermelho foi desenvolvido primeiramente pela Vale, e depois adquirido pela Horizonte Minerals. A empresa já deve iniciar o estudo de viabilidade para o investimento, e a previsão é de início de implantação em 2025.

O projeto tem vida útil inicialmente projetada de 38 anos. Na capacidade total de produção, espera-se que o produza uma média de 25.000 toneladas de níquel e 1.250 toneladas de cobalto por ano.

Na reunião, a prefeita Josemira Gadelha demonstrou a preocupação com os impactos ambientais e sociais do projeto, e recebeu a garantia de um diálogo constante durante o processo.

“Nossa gestão trabalha com planejamento, e temos preocupação com a sustentabilidade ambiental e a tecnologia, que esperamos das empresas que vão se instalar aqui”, disse.

A prefeita também destacou que Canaã hoje se preocupa com a qualificação de profissionais para ocuparem os espaços e empregos criados. “Temos faculdades, cursos técnicos e muita gente capacitada. Esperamos que os empregos gerados nesse processo privilegiem os profissionais daqui”, completou.

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!