Marabá
26°C
Scattered clouds

Idosa é estuprada e morta a facadas no Pará

Corpo foi encontrado por vizinhos que arrombaram a porta da casa da vítima.
Crédito: Pedro Guerreiro/Agência Pará
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Na manhã deste domingo, 16, moradores da passagem Vitória, localizada no bairro Águas Lindas, em Ananindeua, região metropolitana de Belém, encontraram o corpo de Maria do Socorro Monteiro da Silva, de 62 anos, dentro de sua residência. A cena, segundo os vizinhos da vítima, era “assustadora”.

Com a chegada da polícia, foi constatado que a doméstica foi assassinada de forma violenta, com marcas de faca pelo corpo, asfixiada e tudo indica que ela também teria sido estuprada pelo agressor. A Polícia Civil investiga o crime e tem como principal suspeito o ex-companheiro da vítima, identificado pelo prenome João.

De acordo com os vizinhos, a vítima morava sozinha no imóvel e, na noite anterior ao crime, a idosa foi vista conversando com alguns moradores da área, antes de entrar em sua residência. Durante a madrugada, a vizinhança escutou latidos do cachorro de Maria do Socorro, porém, como os latidos não duraram muito tempo, ninguém suspeitou que algo pudesse estar acontecendo.

Foi então que pela manhã, eles estranharam que a idosa não havia saído de casa para trabalhar. Foi então que eles bateram na porta dela e como ficaram sem resposta, resolveram invadir a casa e verificar o que teria acontecido. Foi então que encontraram o corpo da vítima jogado no chão, coberto apenas com um lençol.

A polícia informou que o corpo de Maria do Socorro estava com marcas de esganadura, que provavelmente foram feitas com um lençol, e duas marcas feitas com objeto cortante, uma na garganta e outra na região da cabeça. Além disso, foram encontrados sinais de violência sexual, o que deverá ser confirmado após a realização da perícia criminal.

Fonte: Roma News

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!