Marabá
33°C
Overcast clouds

Hospital Regional implanta redes de balanço nas incubadoras da UTI neonatal em Marabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Elas simulam o aconchego do útero materno, proporcionando bem-estar aos prematuros e melhora na resposta ao tratamento O Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), gerenciado pela Pró-Saúde em Marabá (PA), preza pelo cuidado humanizado a todos os seus pacientes.

Pensando no conforto e recuperação dos recém-nascidos, internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, a unidade implantou redes de balanço nas incubadoras, que simulam o aconchego do útero materno.

O programa de intervenção terapêutico iniciado no HRSP, que pertence ao Governo do Estado do Pará, proporciona ao bebê a diminuição do estresse, melhora do sono e de sinais vitais, além de estimular os sentidos e amadurecimento dos reflexos.
As redes são feitas de algodão e passam por um rigoroso processo de higienização.

Elas são acopladas dentro das incubadoras e recriam o ambiente intrauterino para os prematuros, que devido aos poucos dias de vida, necessitam de atenção especial.

Segundo a enfermeira do HRSP responsável pela ação, Lorenna Fachetti, as redes trazem conforto aos bebês, sendo recomendadas de acordo com orientação médica, no período de internação da UTI.

“As redes promovem uma estabilização e auto-organização ao recém-nascido, no ponto de vista neurológico e comportamental, favorecendo estímulos motores e sensoriais. Os bebês ficam, em média, 2 horas por dia nas redes. Isso proporciona mais tranquilidade e favorece a resposta ao tratamento”, explicou.

UTI Neonatal
A UTI Neonatal do Hospital Regional do Sudeste do Pará é referência de atendimento para gestações de alto risco e possui nove leitos de internação, sendo uma das mais bem equipadas do interior do Estado.

São, aproximadamente, 40 profissionais da saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fonoaudiólogos e fisioterapeutas, que se revezam 24 horas por dia para cuidar dos prematuros.

O espaço também conta com um quarto confortável para as mães que desejam acompanhar seus filhos durante todo o período de internação.

Debate Carajás

(Com informações HRSP – Assessoria de Comunicação)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!