Reforçando as estratégias de combate ao coronavírus, o Governo do Pará segue ampliando a oferta de leitos em todas as regiões do Estado. Neste sábado (23), Marabá ganhou mais 19 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), com respiradores, ventiladores e bombas de infusão, que estão sendo instalados no Hospital de Campanha do município. 

O Governador Helder Barbalho esteve no Hospital para acompanhar a montagem e instalação dos leitos, além de conversar com pacientes e profissionais que estão na linha de frente. 

“Nós identificamos que, aqui, o perfil dos pacientes fundamentalmente está demandando leitos de UTI, e por isso, o Estado tem buscado fazer todas as ações necessárias para garantir esta ampliação. Nós estamos triplicando o número de leitos de UTI a partir de hoje, para garantir com que os pacientes tenham acesso a este tratamento”, enfatizou o governador. 

Os equipamentos fazem parte da remessa de 130 respiradores que o Estado recebeu nesta sexta (22), por meio de articulação com o Ministério da Saúde e da recuperação pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Os respiradores estão sendo distribuídos para várias regiões do Estado. 

Agora o Hospital de Campanha de Marabá conta com 30 leitos de UTI e mais 90 clínicos, para pacientes menos graves. Destes, 72 leitos estão ocupados, com a regulação encaminhando  pacientes para o atendimento. 

Tomógrafo e Ambulância

Além do reforço dos novos respiradores, a população de Marabá e da região vai contar com o suporte de um tomógrafo no Hospital de Campanha e de uma ambulância UTI, como explica o governador Helder Barbalho. 

Também quero registrar que a partir de hoje começa o funcionamento do tomógrafo, que está aqui a disposição, seja para os pacientes que estão internados, mas também para a rede de saúde regional.

Além disto, na terça-feira (26) o Governo do Estado está mandando para cá (Marabá) uma ambulância UTI, que estará ajudando na remoção dos pacientes dos municípios do entorno”, afirmou o chefe do executivo paraense. 

Segundo o governador, a ideia é seguir reforçando a estrutura para o enfrentamento da doença e descentralizando os leitos na região. “Estamos descentralizando o atendimento no Sul e Sudeste, com o convênio firmado com o município de Redenção, para garantir que também seja viabilizado um hospital de campanha na região do Araguaia, e fortalecendo os leitos de UTI para o Hospital Regional de Tucuruí, para que esta região possa estar adequada no enfrentamento do vírus”, concluiu Helder.

 Raphael Graim – Secretaria de comunicação estadual