Luiz Helden Gomes Pereira, de 23 anos, foi preso na madrugada desta sexta-feira (13) por ter matado a própria irmã, Naíza Gomes Lira, de apenas 18 anos, em um caso de violência doméstica que se tornou um feminicídio. O crime foi na casa da família, em Itaituba, sudoeste paraense, e o acusado foi preso logo após matar a irmã.

Segundo o delegado Ricardo Vieira, da Seccional Urbana de Itaituba, a morte ocorreu por volta das 3h, após uma discussão entre os irmãos, na casa onde eles estavam sozinhos, que fica na rua Décima Sexta rua, bairro Bela Vista. O homem confessou o crime e deu detalhes da dinâmica do assassinato na delegacia.

“Ele disse que a irmã chegou embriagada em casa e desligou o televisor que ele estava assistindo, dizendo que queria descansar. Uma briga começou, com os irmãos se agredindo e empurrando, e ele foi pra cozinha e se armou com uma faca de pão, dessas pequenas, de serra”, disse o delegado.

O preso disse na delegacia que só pegou a faca porque a irmã se armou primeiro com uma lâmina, maior, e ele atacou para se defender. Naíza foi atingida com uma facada no peito e não resistiu ao ferimento. Após a morte da jovem, o 15º Batalhão de Polícia Militar (BPM) foi acionado e prendeu o Luiz em flagrante, levando o homem até a seccional.

Segundo o delegado Ricardo, familiares do acusado disseram que ele tem problemas mentais, e por isso, não poderia ser responsabilizado pelo ato. Contudo, não foi apresentado nenhum laudo ou documento que comprove a necessidade especial, e o homem foi preso pelo crime de feminicídio. Ele segue detido na seccional, à disposição da Justiça. 

O Liberal