Marabá
32°C
Overcast clouds

Homem encontra dente de tubarão pré-histórico em praia

Este foi o segundo dente do maior tubarão que já existiu encontrado pelo curador de arte em um intervalo de dias
Dente de megalodonte encontrado por homem na Flórida | Foto: Reprodução/Jacob Danner/CNN
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O curador de arte Jacob Danner encontrou mais um dente de megalodonte, uma espécie extinta de tubarão, logo após a passagem da Tempestade Tropical Elsa, na última quinta-feira, 8, de manhã.

Jacob procura por itens extintos quase todos os dias desde o ano passado em uma praia da Flórida. Porém, há três semanas, Danner, encontrou o seu primeiro dente de megalodonte – com 7 centímetros de comprimento, e em bom estado. Danner estava extasiado.

“Isso noz faz querer passar o dia inteiro caçando, pensando que deve existia mais algum dente por aí”, disse Danner, que encontrou ambos os dentes na praia de Fernandina.

Os dentes de megalodonte são artigos premiados para colecionadores amadores, que competem para obter os maiores e em melhor estado possíveis. No entanto, eles não são de grande interesse científico, já que milhares aparecem na costa do sudeste americano, diz Hans Sues, o cientista sénior do Departamento de Paleobiologia do Museu Smithsonian de História Natural.

O megalodonte nadou pelos oceanos do mundo entre 3,6 milhões e 20 milhões de anos atrás, antes de sua extinção. De acordo com o site do Smithsonian, este é o maior tubarão que já viveu, atingindo até 18 metros e com várias fileiras de dentes a forrar as suas mandíbulas.

“O tamanho da mandíbula é comparável ao comprimento total do corpo nos tubarões dos dias de hoje”, disse Sues. “Podem, então, utilizar esta proporção para estimar o comprimento total de um megalodonte”. (Com informações da CNN Brasil)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!