Um homem de 35 anos foi preso suspeito de planejar um ataque ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ele teria sido contratado para assassinar o presidente em um quartel do Exército, por meio de uma empresa terceirizada, em Três Corações (MG). As informações são do jornal O Tempo.

A prisão ocorreu na manhã da última sexta-feira (29), às vésperas de uma solenidade na Escola de Sargentos das Armas (ESA). O evento contou com a presença do chefe do Executivo. O suspeito teria ido ao quartel no momento da solenidade para cometer o atentado contra Bolsonaro. Ele publicou um vídeo nas redes sociais mostrando detalhes do plano de assassinato.

Conforme a Polícia Militar, o suspeito “estaria analisando toda a situação, toda a área, para poder bolar seu plano”. “Na hora em que o presidente chegasse, iria acertar ele”, completa o boletim. Em uma das gravações, o homem aparece lixando uma escova de dentes e coloca os dizeres: “preparando minha faca para o Bolsonaro e aqui era a regra da rua’”.

O homem teria desistido do crime, pois foi abordado por um colega que viu a publicação na rede social. Assustado, voltou para casa, onde foi preso pelos militares. A Polícia Federal informou que “o suspeito foi detido antes de ter a oportunidade de estar na presença do presidente”. O homem será investigado pela PF por crime contra a segurança nacional.

Metrópoles