Um criador de cães foi preso na província de Anhui, na China, por ter dado nomes considerados “ilegais” aos animais, revelou o jornal Beijing News. A detenção aconteceu após publicações do homem no serviço de mensagens WeChat, onde anunciou que tinha dois cães novos que se chamam Chengguan e Xieguan.

‘Chengguan’ é a designação chinesa dos funcionários que combatem crimes menores e ‘Xieguan’ é o nome para funcionários comunitários como assistentes de tráfego. O jornal refere que o criador explicou às autoridades que deu os nomes aos cães por “brincadeira”, mas a polícia chinesa não gostou do sentido de humor dele.

Prenderam o homem e abriram uma investigação, acrescentando que o homem emitiu “informação insultuosa… contra forças da autoridade” e asseguram que as suas ações “penalizaram gravemente a nação e os funcionários municipais em termos dos seus sentimentos”. O homem terá de passar agora 10 dias em um centro de detenção em Xiangyang.

Mundo ao Minuto