Marabá
25°C
Clear sky

Homem é morto a tiros ao tentar assaltar concessionária de veículos no Pará

Um dos clientes da loja estava armado e disparou contra ele, que morreu no local

Jhonatan Patrick Nascimento, de 28 anos, foi morto a tiros, na tarde desta sexta-feira (20), na avenida Senador Lemos, bairro do Telégrafo, em Belém. O suspeito foi alvejado por quatro disparos de arma de fogo, sendo um na cabeça e três nas costas, no momento em que supostamente assaltava uma concessionária de veículos, localizada a poucos metros da Ponte do Galo.

Os tiros teriam sido disparados por um cliente da loja, mas essa informação ainda precisa ser confirmada ao longo das investigações, que serão conduzidas pela Divisão de Homicídios, da Polícia Civil. O atirador não foi identificado nem localizado.

O tenente Yuri, do 1° Batalhão de Polícia Militar (​​1° BPM), detalhou que Jhonatan estava na companhia de um motociclista, não identificado, que seria o comparsa dele e conseguiu fugir do estabelecimento. Por causa do crime, funcionários da loja foram dispensados e o estabelecimento ficou à disposição da perícia, uma vez que Jhonatan teria sido baleado ainda lá dentro. Ele já tinha passagem pela polícia por vários crimes, entre eles homicídio. Ainda de acordo com o tenente Yuri, Jhonatan não fazia uso do monitoramento eletrônico e, atualmente, estava solto provisoriamente.

Debaixo de chuva, dezenas de curiosos se aproximaram da cena do crime. Durante os trabalhos da Polícia Científica do Pará (PCP), uma mulher chegou ao local e se identificou como mãe dos filhos de Jhonatan. A moça chorava bastante e aparentava não acreditar na morte do rapaz. A polícia não soube informar se a mulher é atual ou ex-companheira do suposto assaltante. Após a perícia, o corpo de Jhonatan Patrick foi removido ao Instituto Médico Legal (IML).

Reconhecido

Com a informação do homicídio circulando nas redes sociais, um homem, que preferiu não se identificar, esteve no local do crime e afirmou ser vítima de um dos assaltos que teriam sido cometidos por Jhonatan, há cerca de um mês. “Eu estava no caixa eletrônico de uma conveniência, ali na Pedro Miranda. Ele estava logo atrás de mim. Ele esperou eu sacar o dinheiro, apontou um .38 para mim e levou uma quantia em dinheiro, cordão de ouro e alguns pertences”, relembrou a vítima.

O homem acompanhou os policiais até a delegacia para prestar informações que podem ajudar nas investigações, pois, segundo ele, no dia do assalto, o suspeito estaria contando com o apoio de um mototaxista, que o aguardava do lado de fora da conveniência. (Portal Debate, com O Liberal)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!