Homem cobra dívidas e é morto com tiros no rosto no Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O pai de Reinaldo de Souza de Paula teve que buscar forças para ir até a Seccional de Terra Alta comunicar a morte de seu filho, que perdeu a vida em um latrocínio no final da manhã desta sexta-feira (06), na zona rural do município do nordeste paraense.

Segundo o relato do homem, era por volta de 11 horas quando ele ficou sabendo que seu filho havia sido morto a tiros por dois homens que estavam em uma motocicleta. Chegando ao local, na zona rural de Terra Alta, ele confirmou a triste notícia. Reinaldo Souza foi morto com tiros no rosto e teve o corpo jogado em um matagal.

Reinaldo de Paula trabalhava como cobrador para empresas que, segundo o pai da vítima, são de propriedade de imigrantes bolivianos que moram em Castanhal, onde Reinaldo também morava. Ele tinha feito cobranças em Curuçá, que também fica na região da cidade de Castanhal e, certamente, estaria transportando dinheiro quando foi morto, o que reforçou a tese de latrocínio.

A última cobrança de Reinaldo teria sido feita com uma comerciante da localidade de Mocajubinha, onde o pai dele mora em Terra Alta. O homem disse que ao passar pelo local, seu filho acenou para ele e foi embora, como costumava fazer, e essa foi a última vez que ele viu Reinaldo com vida. O cobrador foi morto alguns quilômetros depois no Ramal Novo Progresso, que fica no Bairro Novo. 

O Liberal

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!