Marabá
35°C
Overcast clouds

“He Man” mata o próprio irmão evangélico com facadas no peito em Parauapebas

Vítima foi executada a golpes de faca pelo irmão
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Um crime que chocou populares da Vila Paulo Fontelles, distante 57 quilômetros de Parauapebas, foi registrado na tarde deste domingo (5), por volta das 17 horas. Após uma bebedeira, um irmão matou o outro com golpes de faca no peito.

O fato foi registrado na Rua João Rodrigues, na residência onde os irmãos Francisco da Silva Moraes, vulgo “He Man”, e Gilmar Nunes da Silva, 41 anos, moravam.

“He Man” matou o irmão de maneira covarde

Testemunhas relataram a reportagem que desde a manhã de domingo Francisco da Silva começou a tomar cerveja e cachaça no quintal da residência. O irmão Gilmar, evangélico, só observava Francisco tomar todas. Se aproximava das 16 horas quando começou uma discussão entre eles.

“O Francisco chamou o Gilmar de corno e outros palavrões. O Gilmar era uma pessoa bastante tranquila, evangélica, e pediu para o irmão parar com aqueles xingamentos”.

Ainda de acordo o entrevistado, Francisco adentrou a residência e já voltou empunhando uma faca em uma das mãos, tão logo acertando Gilmar por duas vezes no peito. “Gilmar ainda tentou se defender, chegou a fugir do assassino, mas caiu na rua”, relatou.

Após os duros golpes recebidos pelo próprio irmão, Gilmar caiu agonizando e logo faleceu. “He Man” ainda tentou escapar da cena do crime, mas logo foi alcançado por populares revoltados, que só não o lincharam por conta da intervenção de uma comunidade evangélica.

Gilmar Nunes não conseguiu se livrar do irmão assassino

A viatura composta pelo sargento Sargento D Santos e soldado Santos foi até o local do crime e os PMs efetuaram a prisão de Francisco, encaminhado-o em seguida para a Delegacia de Polícia Civil de Parauapebas.

“O Gilmar trouxe esse ‘cara’ do Maranhão para que ele pudesse arrumar um trabalho. Trouxe a morte para dentro da própria casa”, lamentou um conhecido da vítima.

Papo Carajás

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!