Marabá
24°C
Scattered clouds

Funcionário da Cosanpa é agredido a pauladas ao tentar cortar água de empresário

O colaborador, identificado como Jairo dos Santos, precisou de atendimento médico. Um boletim de ocorrência sobre o caso está sendo registrado.
Jairo Silva foi agredido pelo empresário - Crédito: Reprodução/ Redes Sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Um funcionário a serviço da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) se envolveu em um briga bastante violenta  com um cliente na manhã desta quinta-feira, 11, enquanto trabalhava no bairro do Marco, em Belém.

O trabalhador foi agredido com pauladas na cabeça e também teria agredido o dono da loja, que fica na avenida Duque de Caxias, entre as travessas do Chaco e Curuzu., local onde ele e sua equipe foram para realizar um serviço de corte do abastecimento de água.

Segundo informações do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o caso foi pela manhã, em uma loja que vende lixeiras, caixas e utensílios de cozinha. Quando uma guarnição chegou ao local, as agressões já tinham ocorrido, mas os policiais destacam que os envolvidos seguiam com “os nervos aflorados”.

Pelo que foi relatado no local, o funcionário Jairo Rodrigues da Silva chegou com uma equipe para cortar a água da loja de Alexey Benício.

O dono da loja teria colocado o pé sobre a válvula para impedir que o serviço fosse feito, momento em que o funcionário afastou o pé do homem e as agressões começaram.

Já na Delegacia de Polícia Civil do Marco, onde o caso foi registrado, foi relatado que Alexey usou um pedaço de madeira para agredir o urbanitário, enquanto Jairo usou uma barra de metal para agredir o empresário. O caso foi registrado como lesão corporal recíproca.

Em nota à reportagem, a Cosanpa confirmou o caso e disse que o funcionário é de uma das empresas terceirizadas que prestam serviço para a companhia.

“O colaborador precisou de atendimento médico e a atenção agora está voltada para a saúde do trabalhador”, diz um trecho da nota, que comunica ainda que a companhia acompanha de perto o caso. (O Liberal)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!