Justiça determina desobstrução da Estrada do Rio Preto, em Marabá

Estrada do Rio Preto está interditada desde terça-feira (22)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A Operação Verde Brasil, deflagrada pelo Exército Brasileiro, no dia 15 de outubro de 2019, na Região do Rio Preto, em Marabá, acompanhado da Polícia Federal; Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA); Agência Nacional de Mineração (ANM) e Força Nacional, com o objetivo de coibir a extração ilegal de minério, levou os chamados “motoristas clandestinos” a interditarem, desde às 8 horas da manhã do dia 22/10/2019, a estrada do Rio Preto, no Km 100, na “Vila Zé do ônibus”, impedindo a passagem de caminhões carregados de minério.

Apesar da Operação Verde Brasil não ter apreendido maquinários utilizados na extração de minérios, as constantes fiscalizações sobre as mineradoras clandestinas , nos últimos meses, causaram baixa na capacidade de produção e transporte do manganês. Além disso, a queda no preço do minério exportado para países da Ásia e da Europa impactaram de forma negativa a capacidade produtiva das mineradoras, fazendo com que elas diminuíssem o preço da tonelada de minério transportada pelos motoristas em greve.

“Virou moda”

A exceção do protesto pela morte das adolescentes, Sabrina Silva e Kauany Mello, ocorrido próximo à Vila Três Poderes, no dia 1/9/2019, em um trágico acidente, “qualquer espirro” provoca a interdição da estrada do Rio Preto, prejudicando milhares de motoristas, pecuaristas, comerciantes, alunos, moradores e o comércio existentes nas várias vilas do chamado “corredor do manganês” na Região do Rio Preto.

Decisão Judicial 

Diante do grande prejuízo causado aos produtores da região, a Justiça do Estado do Pará concedeu uma liminar, ontem (24), ordenando a desobstrução da estrada do Rio Preto. Hoje (25), advogados representantes de setores produtivos da região estão no Fórum de Marabá, providenciando o imediato cumprimento da sentença judicial.

Brigas

Segundo informações vindas da Vila Zé do Ônibus, durante a manhã de hoje, estaria ocorrendo conflitos no movimento porque alguns motoristas clandestinos estavam carregando nas diversas mineradoras, na região do Rio Preto, porém não estão conseguindo chegar a Marabá por causa do movimento grevista.

A Redação do Portal Debate Carajás tentou contato com a liderança do movimento, mas não conseguiu falar com ninguém. Como a Vila Zé do Ônibus não possui sinal de celular, não foi possível saber a decisão dos grevistas diante da ordem judicial, determinando a liberação do trânsito na estrada do Rio Preto.

Redação

 

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!