O Facebook tirou do ar a página do deputado federal Delegado Éder Mauro (PSD), que tinha mais de 294 mil curtidas e 333 mil seguidores, possivelmente por violar os termos de uso da rede social. De acordo com pessoas que seguiam a página do político, o fato dele divulgar com certa frequência vídeos e fotos com teor de violência pode ter sido um dos motivos da desativação.

Em nota, a assessoria de comunicação do deputado informou que o Facebook não enviou, até o momento, qualquer notificação ou informação oficial sobre a remoção da página. A assessoria do deputado alega ainda que fatos como esse estariam sendo corriqueiros com páginas de políticos e ou de pessoas que defendem a ideologia política direitista.

Página do deputado foi bloqueada no Facebook
Página do deputado foi bloqueada no Facebook (Divulgação)

“Vamos seguir firmes com a divulgação do nosso trabalho nas redes sociais, bem como defendendo as causas as quais acreditamos, ainda que possa novamente sofrer represália por apresentar os fatos tais como são. O internauta pode continuar acompanhando o trabalho nas demais redes sociais, como Instagram e Twitter”, finalizou a nota enviada pela assessoria de Éder Mauro.

O Liberal