Com a arena completamente lotada, a grande final do 34º Festejo Junino de Marabá foi repleta de emoções. Entre lágrimas e sorrisos, a Explode Coração pintou Marabá de vermelho para se despedir dos festejos com o título municipal de 2019. Muito aplaudida, a junina levantou o público com músicas autorais e muita alegria.

A campeã apresentou o tema “Vermelhou, na Batida do Meu Coração”, uma homenagem a sua própria despedida. O enredo contou a história de Rosalinda, uma daltônica que busca enxergar a cor que tanto a fascina, enquanto sofre represálias de seu pai por se apaixonar por Florêncio, um jardineiro que possui os olhos vermelhos. Ao longo da apresentação, em vários momentos a música era retirada para que os quadrilheiros e o público cantassem à capela.

O presidente da Explode Coração, Claúdio Yaguara, destacou a emoção da conquista. “O espetáculo que fizemos aqui hoje foi de vontade e de raça. Marabá ganha. É resultado de um trabalho, de todos os componentes da staff, de quem canta, dança, produz, planeja.  Parabéns a toda família Explode Coração. A cidade ficará alguns dias falando desse espetáculo que fizemos”, celebra.

Dois momentos mereceram um destaque especial na apresentação, o primeiro é quando o vestido da noiva, interpretada por Kemilly Santana, muda de cor no meio da arena, indo de branco para vermelho. O segundo foi a apresentação da rainha Iara Lopes, atual campeã nacional, que contou com música autoral e foi muito celebrada tanto pela junina quanto pelo público presente.

“Só felicidades, estamos encerrando um ciclo hoje como campeões do festejo. Tricampeã rainha, tricampeã do festejo e de Noiva. Não precisamos mais de nada, só agradecer a Deus”, comenta Yara Lopes.  Apesar de ter se consagrado novamente como Rainha do Festejo de Marabá, ela é taxativa sobre seu futuro. “A vida inteira só dancei na Explode, não me vejo dançando em outra quadrilha. Por enquanto sentimento é que eu paro junto”, contou.

Em segundo lugar ficou a junina Fogo no Rabo. Com muitos gritos da torcida e com um belo figurino, a quadrilha apresentou o tema “Por amor a São João, não importa a ocasião” e fez um tributo ao próprio São João e as dificuldades que os quadrilheiros passam.

“Você não tem noção do quanto eu estou feliz. Esse prêmio é um titulo para gente. Disputar com as melhores quadrilhas do Pará não é para qualquer um. A gente avançou muito nessa reta final. Só tenho agradecer a todos que colaboraram e contribuíram. estou muito feliz, muito emocionado”, frisou Ademar Gomes Dias, coordenador da Fogo Rabo.

A última noite de festejo

A noite de sábado (29) começou com a apresentação do Grupo de Tradição Popular Mayraba, que comemorava 25 anos, seguido de uma apresentação especial da quadrilha mirim Gigantes do Norte. Logo após, o público que compareceu a 8ª noite do festejo, acompanhou a apresentação das seis finalistas do Grupo A.

Na abertura da competição a Junina Fuá da Conceição levou a fé cristã para a arena. Com o tema “Salve Rainha, Tradição e Devoção do Meu São João”, a Fuá fez uma bela apresentação repleta de elementos religiosos e referências ao Imaculado Coração de Maria. O figurino foi predominante branco e vermelho, representando a misericórdia da água e sangue de Cristo.

A segunda Junina a se apresentar, a Splendor Junino, buscou trazer a magia da 7º arte para a apresentação, que foi repleta de personagens famosos do cinema como Jack Sparrow, Chapeleiro Maluco, Branca de Neve, Carmen Miranda, Charles Chaplin, entre outros. O ápice aconteceu quando uma Marilyn Monroe, com um vestido gigante, reproduziu a famosa cena do clássico O Pecado mora ao lado, de 1955.

A terceira apresentação ficou por conta da Junina Amor Perfeito. Com o tema “Profecias Sertanejas”,  a quadrilha buscou retratar a difícil vida do sertanejo que está sempre a espera da chuva. A história retratou a vida de Maria, uma moça que esperou 10 anos por uma promessa de casamento, enquanto seu noivo, “João de barro”, aguardava a chuva como sinal da natureza para abençoar o casório.

A quarta apresentação foi da Fogo no Rabo e a quinta apresentação foi da campeã, Explode Coração.

A responsabilidade de encerrar o 34º festejo Junino foi da Junina Sorriso do Sertão, que havia ficado em primeiro nas qualificatórias. Com o tema “Forro, Xote, Baião e o cheiro de Karolina exalando no salão”, a quadrilha conseguiu segurar o público que permaneceu até o fim da apresentação. A junina contou a história do casamento de “Karolina com K”.  A apresentação mostrou momentos inusitados como a presença de armas de brinquedo na mão do rei e rainha, que também era uma delegada.

A noite também premiou os melhores casais de noivos, rainha e marcador. O título de rainha ficou divido entre Yara Lopes da Explode Coração e Joyce Azevedo da Sorriso do Sertão. “É muita emoção ter a honra de representar a minha quadrilha Sorriso do Sertão como rainha,  estou muito feliz com essa vitória”, conclui Joyce Azevedo.

Os melhores marcadores foram Cleyton de Sousa da Fogo no Rabo e Claudio Roberto da Explode Coração. O título de noivos ficou dividido entre quatro juninas: Fogo no Rabo, com Israel Neto e Raquel Dias; Explode Coração, com Leonnan Macias e Kemily Santana; Sorriso do Sertão, com Donny Mendes e Taynna Souza; e Splendor Junino, com Fernando Carvalho e Ramily Azevedo.

Classificação Final

  • Explode Coração 59,90 pontos
  • Fogo no Rabo 59,50 pontos
  • Sorriso do Sertão 59,30 pontos
  • Amor Perfeito 59,70 pontos
  • Fuá da Conceição 57,70 pontos
  • Splendor Junino 57,30 pontos

Prefeitura de Marabá: Secretaria de Comunicação Social