De aliados a inimigos públicos - Foto (Reprodução)

A Recomendação Ministerial Nº 026/2020, assinada pelo Ministério Público da Trabalho (MPT), Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Pará (MPPA), publicada no dia 23/4/2020, dá um prazo de 24 horas, para a Prefeitura de Marabá aceitar o Tomógrafo Computadorizado, destinado para o Hospital Municipal de Marabá (HMM), através de uma emenda parlamentar do deputado estadual Toni Cunha (PTB).

Tomógrafo Computadorizado 16 canais

O delegado é candidato a prefeito de Marabá em 2020 e desafeto de Tião Miranda (PSD). Os dois travam uma ‘briga’ pública desde o ano passado. O parlamentar destinou o recurso para aquisição do tomógrafo, mas para ele ser comprado, Tião Miranda necessita dizer se aceita a instalação do aparelho.

Utilizando-se da ‘brecha’ legal proporcionada pela crise da Covid-19, o MPT, MPF e MPPA encontraram uma ‘justificativa’ para praticamente ‘obrigar’ Tião Miranda a aceitar a emenda de Toni Cunha. Caso o prefeito não aceite instalar o tomógrafo, a Recomendação ameaça o gestor de abertura de uma ação civil pública, medidas criminais e outras responsabilizações.

O Portal Debate Carajás não conseguiu contato com a Assessoria de Comunicação da PMM, porém as informações relativas à Recomendação Ministerial serão acrescentadas aqui tão logo a Ascom se manifeste. Como o processo eleitoral está se aproximando, essa recomendação do Ministério Público vai dá ‘munição’ para os partidários, dos dois lados, travarem uma verdadeira ‘guerra’ nas redes sociais em Marabá.

Debate Carajás