Marabá
31°C
Overcast clouds

Ex-prefeito de Teresina morre após cair do 14º andar de prédio

Corpo de Firmino Filho, coberto por um lençol negro, em frente ao Edifício Manhattan Center: multidão se aglomerou no local | Foto: Ellyo Teixeira/OitoMeia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Prefeito de Teresina por quatro mandatos, Firmino Filho morreu nesta terça-feira (6) aos 57 anos. Seu corpo foi encontrado na entrada do prédio do Tribunal de Contas da União (TCU), na Zona Leste da capital, onde o ex-prefeito era servidor de carreira. Seu último mandato terminou em 2020.

Segundo a assessoria de Firmino, ele teria caído de um edifício. A informação ainda não foi confirmada pela polícia, que investiga se a causa da morte foi suicídio.

O diretor do Instituto de Medicina Legal (IML), Antônio Nunes, informou que o laudo sobre a morte será elaborado em 10 dias. “Estão sendo tomadas medidas para saber que tipo de ocorrência houve de fato. Vamos agora ao IML para fazer a necropsia. Por fim, entregaremos os laudos. A Polícia Civil está ouvindo testemunhas”, disse.

Firmino da Silveira Soares Filho era economista, político filiado ao PSDB e professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Ele foi quatro vezes prefeito de Teresina. Foi eleito pela primeira vez em 1996, com 33 anos, e reeleito em 2000. Depois, ele voltou a vencer a disputa municipal em 2012, tendo sido novamente reeleito em 2016.

No dia 1º de janeiro deste ano, Firmino Filho passou o posto para Dr. Pessoa, do MDB.

O político também foi deputado estadual e vereador de Teresina.

Firmino Filho, 57 anos: prefeito, deputado, vereador e muito querido

Biografia

Natural de Teresina, Firmino Filho nasceu no dia 16 de dezembro de 1963. Ele era casado com a deputada estadual Lucy Soares (Progressistas) e deixa três filho.

Formado em economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 1993 assumiu a Secretaria Municipal de Finanças, quando Teresina estava sob o comando de Wall Ferraz (PSDB). Ingressou na carreira política ao ser eleito prefeito da capital pela primeira vez em 1996. Firmino foi eleito outras três vezes em 2000, 2012 e 2016.

Em 2008, o economista ganhou a eleição para vereador de Teresina. Dois anos depois, em 2010, Firmino Filho foi eleito deputado estadual do Piauí.

Firmino Filho, ex-prefeito de Teresina

Repercussão

Nas redes sociais, o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, lamentou a morte de Firmino Filho. “Uma notícia que deixa todos em estado de choque. Brilhante administrador, prefeito por quatro vezes de Teresina pelo PSDB, Firmino Filho era um dos mais preparados quadros da política brasileira. Era também leal e companheiro. Perde muito o Piauí, perde muito o Brasil. Que a família tenha muita força neste momento de dor”, declarou.

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), também deixou uma declaração sobre Firmino Filho. “Ainda extremamente consternado com a notícia do falecimento do ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho. Uma pessoa sempre de bem, com muita energia, que se dedicou por anos à nossa capital. Prefeito por quatro mandatos, a história dele se confunde à história de Teresina”, disse.

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi), deputado Themístocles Filho, e demais parlamentares e servidores do estado manifestaram pesar pelo falecimento de Firmino Filho. A Alepi decretou luto oficial de três dias no âmbito do Poder Legislativo Estadual.

O prefeito de Teresina, doutor Pessoa decretou luto oficial de três dias em virtude da morte do ex-prefeito Firmino da Silveira Soares Filho. O prefeito cancelou a agenda administrativa para o resto da semana. Ele reconheceu os relevantes serviços prestados pelo ex-prefeito à frente do poder executivo municipal.

O presidente da Câmara Municipal de Teresina, Jeová Alencar, em nome de todos os parlamentares e servidores do Poder Legislativo, lamentou o falecimento do ex-prefeito de Teresina. É com muita tristeza que recebemos a notícia da morte desse grande gestor. Quero aqui estender o meu sentimento e respeito a toda a família enlutada”, disse.

O reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Gildásio Guedes, em nome da Administração Superior, lamentou a morte do ex-prefeito Firmino Filho, que também era professor do Departamento de Ciências Econômica da instituição desde 1988. “É uma perda muito grande e nos deixa muito tristes”, afirmou o reitor. (G1 Piauí)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!