Marabá
32°C
Clear sky

Ex-paquita revela que filho não quer mais manter contato

Adolescente de 15 anos está há dois anos sem querer estabelecer conversas com a mãe e a acusa de ter “roubado dinheiro” do pai
A ex-paquita Luise Wischermann | Foto: Divulgação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Para muitos, a família é sinônimo de pilar e porto seguro. É nos momentos difíceis que sabemos a quem recorrer ou temos a certeza de que seremos amparados e amados. Infelizmente a situação não é encarada da mesma forma para a ex-paquita Luise Wischermann, que tem lidado com uma situação bastante delicada com o filho de 15 anos.

Em entrevista para a colunista do O Globo, Patrícia Kogut, na última quarta-feira (18), Luise revelou que está há dois anos sem conseguir estabelecer qualquer contato com o adolescente, que mora com o pai no Canadá. Além de não ter respondido e-mails ou telefonemas, o garoto chegou a falar que ela teria roubado todo o dinheiro do pai do rapaz, ex-marido de Luise.

Os conflitos começaram no Natal de 2018, quando o menino viajou com a família materna para a Suíça. Antes disso, a relação dos dois era harmoniosa. “Desde que ele voltou para o Canadá, em janeiro de 2019, falei com ele uma vez. Depois, cortou relações. Já quando chegou na Suíça, ele falou para mim: ‘Agora eu sei porque você foi embora do Canadá’”, relatou.

A atriz disse que explicou ao filho o motivo de ter ido embora: tratar o quadro de esclerose múltipla, diagnosticada em 2005. Ela deixou o Canadá, em 2011, para ficar próxima da família no Brasil e tentou trazer o filho para solo brasileiro, mas não conseguiu. A guarda compartilhada permaneceu com o pai.

Ao ter questionado o adolescente, ele respondeu: “É porque você roubou todo o dinheiro do meu pai e foi embora”. Luise disse que rebateu as acusações. “Como assim? Fui importadora das Havaianas no Canadá durante cinco anos. Eu trabalhava. O dinheiro que eu tinha usei para pagar advogado. Ele já chegou com muita raiva de mim, querendo briga”, revelou a ex-paquita.

Mesmo tendo se separado do ex-marido, em 2007, Luise mantém uma relação cordial com a atual mulher dele, que a ajuda mandando notícias e fotos do menino para atualizá-la da situação. Ela afirmou ainda que já recorreu ao Observatório da Alienação Parental (OAPAR) para pedir ajuda e que pretende ir ao Canadá ainda esse ano para resolver a situação.

“Não sei nem se ele vai me receber. A madrasta disse que vai tentar promover o encontro do Oliver comigo. Isso é um negócio muito sério e grave. Estou de mãos atadas. Não estou aguentando. Tenho passado mal em alguns dias”, desabafou. (Com O Globo)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!