A aparência
envelhecida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria impressionado
alguns juízes de tribunais superiores em Brasília. Segundo apurado pela
jornalista Mônica Bergamo, do jornal ‘Folha de S. Paulo’, a possibilidade de
insistir na prisão domiciliar do petista voltou a ser discutida em gabinetes.
Preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba
desde abril, após ser condenado em segunda instância, no âmbito da Lava Jato,
por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex-presidente prestou
depoimento à Justiça na última quarta-feira (14). 
O texto salienta que, mesmo tendo voltado à pauta, a ideia da
concessão de uma prisão domiciliar ao petista ainda é considerada remota. O
pedido foi aventado há alguns meses, mas foi temporariamente arquivado após a
alteração da composição das turmas do Supremo Tribunal Federal (STF).
Fonte:
DOL