Marabá
28°C
Clear sky

ENEM: Escolas não são higienizadas e trabalhadores da educação tiveram que retomar atividades em Marabá

Crédito: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Os prédios escolares utilizados para aplicação da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram higienizados antes da aplicação das provas, em Marabá, no sudeste do Pará, porém ontem (18), o corpo docente, gestão e pessoal de apoio tiveram que retornar para as escolas como se o coronavírus tivesse passado longe da unidade de ensino. O protocolo sanitário recomenda a higienização do ambiente antes e depois de aglomerações.

Os trabalhadores estão alegando que uma minoria dos diretores de escola deixou o pessoal trabalhando em home office, impedindo que os servidores fossem contaminados pela Covid-19 que, certamente, esteve presente no ambiente escolar durante o domingo (17). “Estão nos obrigando a ter contato com o novo coronavírus”, protesta a coordenadora de uma escola do complexo Cidade Nova que não quis se identificar.

A Redação do Portal Debate Carajás conversou com a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Marabá e foi informado que a higienização dos locais de prova é de responsabilidade da Coordenação do Enem. Durante a tarde de hoje (19), tentou-se contato com Profª Hila Zoé, Coordenadora da aplicação da prova, mas não obtivemos êxito. Diante da falta de agente público para solucionar o problema, cabe ao Ministério Público (MPPA) a iniciativa de responsabilizar alguém para dá um mínimo de segurança aos servidores da educação.

Fonte: Portal Debate Carajás

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!