Uma descarga elétrica matou Maristela Alves, no final da tarde de ontem (13),
na Estrada do Geladinho, próximo ao Bairro São Félix Pioneiro, em Marabá,
sudeste do Pará. Segundo as primeiras informações, a vítima “levou um choque”, ao tentar consertar uma bomba, submersa nas águas do Rio Tocantins. Quando foi encontrada, já estava morta. Ela era funcionária pública e trabalhava no Posto de Saúde
Maria Bico Doce, no Bairro São Félix.
 
A morte
de Maristela Alves é o 5º óbito, em menos de uma semana, em Marabá, provocado
por descarga elétrica. No sábado (8), 4 jovens morreram eletrocutados, em uma
estação de captação de água da Cosanpa, no Rio Tocantins, no bairro Velha
Marabá, três pertenciam à mesma família. Após a divulgação do óbito, houve
várias manifestações de pesar nas redes sociais. Amigos e
familiares confirmaram a morte dela na internet. Uma equipe do IML esteve no local para remoção do corpo e, posterior, liberação para o velório.