Rio de Janeiro - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, durante coletiva após reunião com secretários de segurança pública (Fernando Frazão/Agência Brasil)
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ),
se reuniu na manhã desta quinta-feira (3) com deputados do PRB e fechou apoio
do partido à sua reeleição na presidência da Casa. 
O deputado João Campos (PRB) – que era
um dos candidatos – comunicou a Maia oficialmente que estava fora da disputa. Maia
negociou a vice-presidência com o PRB.
 
Campos era um dos candidatos que tinha a
simpatia do grupo Bolsonaro, antes de o PSL fechar apoio a
Maia
 nesta quarta-feira (2). 
Sobre a reação da esquerda ao apoio do PSL, publicada pelo blog mais cedo, Maia disse
à reportagem que “eleição da Câmara não é eleição para presidente” –
e que ele vai procurar o PT para conversar.
“Minha intenção sempre foi
respeitar os dois maiores partidos na governança da Casa, PT e PSL, e vou
conversar com o PT também. Inclusive, avisei isso ao PSL ontem”, disse o
presidente da Câmara. 
Segundo Maia, “não tem como”
partidos como
PT,
PCdoB e PSB
estarem fora da
governança da Casa.
Fonte: globo.com