Um cachorro foi arrastado por um carro durante 15 minutos, na
tarde desta quarta-feira (2), na cidade de Ceilândia (DF). Ao volante estava o
dono do animal, um homem de 31 anos. Ele não será penalizado, pois o ato não
foi enquadrado como crime de maus tratos, que normalmente ocorre quando o
indivíduo tem, de fato, a intenção de machucar, de acordo com a Polícia Civil
do Distrito Federal.

O dono do cão afirmou, em depoimento, que se certificou que
levou seus dois cachorros para tomar banho, por volta das 10h40, e que havia
deixado um deles amarrado para secar, no engate do carro, enquanto o outro
estava no interior do veículo. Depois de alguns minutos, o homem saiu para
comprar argamassa, mas esqueceu que o cachorro continuava amarrado na traseira
do veículo.

O homem disse ter escutado um forte barulho na roda e
percebeu que o cachorro estava sendo arrastado. O animal foi imediatamente
levado ao veterinário, sendo rapidamente medicado, garantiu ele. O cachorro
sobreviveu, recebeu alta e se encontrava em casa, no fim da tarde. O homem
afirmou que o caso ocorreu por “descuido”, pois gosta muito de seus animais e
nunca faria isso dolosamente.

Fonte: Correio Braziliense