Marabá
34°C
Few clouds

Disputa de racha pode ter causado morte de menina de 11 anos na Transamazônica

As crianças estavam retornando para casa após a compra de um pacote de fraldas para um irmão ainda bebê quando foram colhidas por uma motocicleta que desviava de dois automóveis em velocidade além do limite permitido
Nenhum familiar de Erica Sacramento Brasil compareceu ao IML de Marabá para resgatar o corpo | Foto: Portal Debate Carajás
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Marabá, Sudeste do Pará — Está identificada como Erica Sacramento Brasil, de 11 anos, a criança morta na noite desta sexta-feira (28) no km 117 da BR-230 (Rodovia Transamazônica), à altura da Rodoviária da Folha 32. Ela foi atropelada por uma motocicleta enquanto atravessava a pista por volta das 22h. O acidente fatal teria sido provocado por dois automóveis que disputavam racha no momento.

A Reportagem do Portal Debate Carajás esteve na casa da vítima, na Folha 33, Núcleo Nova Marabá, na manhã deste sábado (29). Havia diversas crianças e nenhum adulto no interior e na calçada do imóvel.

Erica compartilhava a vida com oito irmãos. Um deles estava com ela no momento do acidente e, diferentemente do que foi publicado anteriormente, ficou bastante ferido.

As crianças estavam retornando para casa após a compra de um pacote de fraldas para um irmão ainda bebê quando foram colhidas por uma motocicleta que supostamente desviava de dois automóveis em velocidade além do limite permitido.

Essa foi a versão contada à Reportagem por um irmão da vítima que, por ser adolescente, não terá o nome divulgado. A versão não foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que trabalhou na cena da ocorrência. O rapaz informou também que a mãe estava no Hospital Municipal de Marabá (HMM) acompanhando o irmão ferido.

O garoto atropelado sofreu fraturas no tórax e na clavícula, conforme o irmão. Ele está em observação na enfermaria do HMM. O estado de saúde do motociclista, que foi encaminhado ao Hospital Regional do Sudeste do Pará com ferimentos graves, não foi divulgado.

O corpo de Erica ainda está no Instituto Médico Legal (IML). Conforme servidor do órgão ouvido pelo Portal, nenhum familiar havia comparecido para resgatar o corpo da criança até as 15h deste sábado. (Portal Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!