Marabá
25°C
Few clouds

Diagnóstico precoce ainda é desafio para combater o câncer de cabeça e pescoço

A prevenção passa pela mudança de hábitos nocivos, de tabagismo, excesso do uso de álcool, higiene oral, estar vacinado para HPV e ir ao dentista e ao médico com frequência
Em Parauapebas e Marabá, no Pará, a Rede Onco realizará diversas ações alusivas ao Julho Verde | Foto: Ilustração
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Hábitos como o consumo de bebidas alcoólicas e cigarro, estão entre os principais fatores de risco que desencadeiam diversos tipos de cânceres na região da cabeça e pescoço. Para trabalhar na prevenção e alertar sobre estes riscos, a campanha Julho Verde vem sensibilizar a população quanto ao diagnóstico precoce com autoexame. O mês é celebrado pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) desde 2016, e conta com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Parauapebas e Marabá, no Pará, a Rede Onco também realizará diversas ações alusivas ao mês.

Outro fator de risco é a infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV), por isso a vacinação é tão  importante para a  prevenção. O médico oncologista da Rede Onco, Dr. Leandro Assunção, alerta para sintomas que muitas vezes passam despercebidos, porém se tratados precocemente aumentam as chances de não evoluírem para tumores mais graves. “Feridas que não cicatrizam, dificuldade de engolir, dificuldade de respirar, engasgo recorrentes e aumento/abaulamento no pescoço, são alguns sintomas preocupantes”, destacou.

Os tumores de cabeça e pescoço têm uma escala de I a IV, e mesmo a doença no estágio IV apresenta um alto índice de cura. O tratamento é multiprofissional e multimoldal, com cirurgia, radioterapia, quimioterapia e imunoterapia, e depende do nível de comprometimento e tipo de tumor.

O maior desafio é o diagnóstico precoce, e para isso a prevenção passa pela mudança de hábitos nocivos, de tabagismo, excesso do uso de álcool, higiene oral, estar vacinado para HPV e ir ao dentista e ao médico com frequência. (Divulgação)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!