Usando a modalidade
“vapor”,
os
integrantes de uma associação criminosa assaltaram, na noite desta
segunda-feira (12), por volta de 23 horas, a agência do banco Bradesco, em Nova
Esperança do Piriá, no nordeste do Pará. Depois da explosão da agência, os
assaltantes saíram em fuga, levando 4 pessoas como reféns e indo em direção à Vila
de Colônia do Queimado, na zona rural de Nova Esperança do Piriá, mas já próximo ao município de Paragominas (PA). Neste local,
eles libertaram os reféns. Na fuga, os bandidos jogaram “miguelitos” na estrada
para furar os pneus das viaturas e atrasar o trabalho da polícia.
 
As primeiras informações relatavam que sete
homens encapuzados e com armas de grosso calibre chegaram à cidade, em uma
caminhonete modelo L-200, Triton, de cor branca, efetuando disparos para o
alto. Próximo ao banco, fizeram sete pessoas reféns, usando-as como
“escudo humano”. Após explodir os caixas eletrônicos, a quadrilha foi
seguida pelo Grupamento Tático Operacional (GTO), por alguns quilômetros, mas os
meliantes conseguiram fugir ao cerco policial.  Números da Secretaria de
Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) apontam que desde o início
de 2018, foram registrados 15 casos de roubo a agências bancárias em todo
território do Pará.