Sérgio Moro: aprovação da Lava Jato também caiu após a divulgação dos diálogos. Aqueles que consideravam a operação ótima/boa caíram de 61% para 55%, na comparação com a pesquisa anterior, de 2 e 3 de abril, segundo o Datafolha (Cristiano Mariz/VEJA)

A conduta da ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, na Operação Lava Jato, quando ainda era juiz, é reprovada por 58% da população, segundo pesquisa divulgada nesse sábado, 6, pelo Datafolha.

A pesquisa foi feita em 4 e 5 de julho com 2.086 entrevistados com mais de 16 anos, em 130 cidades. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

Diálogos entre procuradores da força-tarefa Lava Jato e o então juiz mostram uma colaboração entre as duas partes e foram divulgados primeiramente pelo site The Intercept, em 9 de junho. Nas últimas duas semanas, VEJA, em parceria com o site, analisou 649.551 mensagens entre os envolvidos.

O conteúdo mostra que Sérgio Moro cometeu irregularidades. O atual ministro pediu à acusação que incluísse provas nos processos que chegariam depois às suas mãos, mandou acelerar ou retardar operações e fez pressão para que determinadas delações não andassem.

Veja