Aproximadamente 15 milhões de famílias brasileiras enfrentaram crises
como desemprego, inadimplência e dificuldades financeiras neste ano, aponta a
nova edição do 360º Consumer View, levantamento anual da Nielsen, empresa que
estuda consumidores em mais de 100 países. Com este dado, o número de
residências impactadas pela crise subiu para 27 milhões em 2018, o que
corresponde a mais da metade das famílias pesquisadas, 53 milhões. Apesar do
grande número, a região Norte ficou fora do estudo. 

O
levantamento indica também que ao menos 12 milhões de lares saíram da crise e
outros 14 milhões se mostraram imunes aos problemas financeiros. 
O número
de famílias que entraram em crise em 2018 superou a estimativa dos que
conseguiram sair da dificuldade, o que, para a Nielsen, resulta em um cenário
de “incertezas e dificuldades de forma mais duradoura”.
 
Produto
Interno Bruto
O peso do
consumo dos lares brasileiros é de 63,4% no Brasil. Mais da metade do que é
produzido depende da demanda das famílias no país. 
Após dois
anos de recessão, o PIB voltou a registrar um tímido crescimento de 1% em 2017.
Neste ano, a expansão continua, mas o ritmo é menor do que o que era esperado
por especialistas.

O
levantamento apontou ainda que o cenário de dificuldade levou a mudanças
no comportamento de consumo dos brasileiros, que agora está mais aberto a
rendas alternativas, troca de marcas e avaliação do crédito como opção de poder
de compra. 
Fonte: Portal ORM