Marabá
31°C
Clear sky

Criança com leucemia está sem medicação há duas semanas

Marcos Paulo está há duas semanas sem tomar os medicamentos contra leucemia no Pará — Foto: Arquivo pessoal
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Se os dias têm sido difíceis para empresários e para quem tem casa própria, imagine para quem está desempregado e com aluguel atrasado. Uma família em Santarém, no oeste do Pará, está vivendo a aflição de não ter nem o que comer.

Além das dificuldades provocadas pelo desemprego, Maria de Jesus Guerreiro tem um filho de cinco anos que tem leucemia. Marcos Paulo está há pelo menos duas semanas sem tomar os medicamentos. Isso porque a mãe está sem condições de comprar os remédios do menino.

De acordo com Maria de Jesus, ela está desempregada, não tem marido e está sem receber qualquer tipo de ajuda ou auxílio do governo. Além de Marcos Paulo, que faz tratamento contra a leucemia, a jovem tem duas filhas gêmeas com pouco mais de um ano.

Maria de Jesus contou que está com débitos com a concessionária de energia e está também devendo o aluguel da casa onde vive. Nesta quarta-feira (17) ela contou que não tinha alimentos para dar às crianças.

“As únicas pessoas que me ajudam são a minha mãe e o meu padastro, mas eles também estão sem trabalho no momento. Os ‘bicos’ que a gente tá fazendo não estão dando para manter a casa, fora o medicamento do Marcos Paulo que é muito caro. Hoje mesmo estamos sem alimentação”, contou Maria de Jesus.

Ainda segundo Maria de Jesus, as medicações não poderiam ser interrompidas, já que são os remédios que combatem bactérias para que o menino possa fazer quimioterapia.

“Eu não consigo mais ver os meus filhos me pedirem comida, me pedirem pão e eu não poder dar, pois não tenho de onde tirar. Estou pedindo ajuda não por mim, mas em nome dos meus filhos”, disse a jovem.

Remédios de Marcos Paulo combatem bactérias no corpo do menino para ele poder fazer quimioterapia — Foto: Arquivo pessoal
Receita de Marcos Paulo — Foto: Reprodução

Como colaborar

Interessados em colaborar com a medicação ou alimentos para a família de Marcos Paulo, podem entrar em contato pelo telefone (93) 99124-8276.

A família é natural de Oriximiná, mas por conta do tratamento do menino, está em uma casa alugada no bairro Aeroporto Velho, em Santarém. (G1 Pará)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!