Marabá
25°C
Clear sky

Chacina motivada por guerra entre facções deixa cinco mortos em Parauapebas

Os corpos das vítimas foram encontrados em uma área de mata do Bairro Vila Rica. Todos teriam envolvimento com uma facção criminosa
Crédito: Portal Papo Carajás
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Na tarde desta quarta-feira (15), um pescador encontrou os corpos da jovem Thawanne Dias de Jesus, 22 anos; Jefferson Santos de Andrade; Antônio Carlos Chaves Sousa; Felipe Silva de Carvalho  e Marcos Antônio de Oliveira Andrade, 21 anos, crivados de bala, uma área de mato, próximo à Estrada de Ferro Carajás (EFC), no Bairro Vila Nova, em Parauapebas, no sudeste do Pará.

A chacina pode ter sido o resultado de uma disputa entre os integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) e Comando Vermelho (CV). Os corpos dos homens estavam deitados de bruços e o cadáver de Thawanne Dias estava amordaçado. A barbárie deixou chocado até mesmo o policial mais experiente e acostumado a presenciar diversos tipos de homicídios.

De acordo com familiares, os jovens tinham sido vistos pela última vez na madrugada de segunda-feira (13). Imagens de câmeras de segurança mostram eles entrando em uma caminhonete S-10, desde então as vítimas não foram mais vistas e seus familiares não tiveram informações do paradeiro dos desaparecidos.

O massacre dos cinco jovens necessita ser esclarecido para o bem da sociedade de Parauapebas. Já os governos Helder Barbalho (MDB) e Darci Lermen (MDB) deverão unir esforços para se combater o crime organizado em Parauapebas, pois as facções criminosas, há anos, praticam os mais perversos crimes como esgorjamento e decapitação de rivais. (Portal Debate Carajás)

Corpos foram encontrados na tarde desta quarta (15)
Jovens foram mortos pelo crime organizado – Crédito: Reprodução

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!