Casos de Covid-19 permanecem estáveis no sudeste do Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Crédito: Reprodução

O Boletim Epidemiológico (BE) publicado, ontem (7), pela Prefeitura Municipal de Marabá (PMM), indica que a oscilação do número de pessoas internadas ou em isolamento familiar vem se mantendo estável, nos últimos dias, em 23 municípios  da Região do Carajás, em uma população de quase 1,2 milhão de habitantes.

O BE do dia 6 apresentou 94 pessoas em isolamento familiar; 13 pacientes baixados à enfermaria e 19 doentes em leitos de UTI. Já no BE de ontem (7), o isolamento familiar baixou para 76 pessoas; subiu para 16 pacientes baixados à enfermaria e os internados em leitos de UTI caiu para 15 pacientes. Diante dos números, percebe-se que a temida “2ª onda” do coronavírus ainda não chegou ao sudeste do Pará.

“Alegria de pobre dura pouco”

Para os desavisados e negacionistas, a situação está sob controle, mas eles não percebem que, mesmo com esse número baixo de doentes internados, em média, 80% dos leitos de enfermaria e 75% dos leitos de UTI, exclusivos para os pacientes com a Covid-19, já estão ocupados. Se os casos do novo coronavírus aumentar um pouco mais, o sistema de saúde Marabá vai entrar em colapso e vai morrer gente.

Governo do Pará

No dia 30/11/2020, Helder Barbalho fechou as portas do Hospital de Campanha (HC), erguido nas instalações do Carajás Centro de Convenções, em Marabá, e com ele se foram 80 leitos de enfermaria e 46 leitos de UTI, deixando apenas 10 leitos de UCE (UTI para Covid-19) no HMM e 10 leitos de UTI no Hospital Regional. O povo que tem um governador desse naipe como amigo, não precisa de inimigos, pode deixar que ele resolve a parada.

Fonte: Pedro Souza

 

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!