Marabá
31°C
Few clouds

Cachaça e direção levam sete para a delegacia em Marabá

21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, na Folha 30 | Foto: Vinícius Soares/Debate Carajás
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Durante o fim de semana, homens da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar apresentaram sete condutores na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, todos por embriaguez ao volante. De acordo com o delegado Vinícius Cardoso das Neves, o plantão foi repleto de crimes de trânsito.

Um condutor foi flagrado empinando a própria motocicleta e outro entrou na contramão da rotatória do Km 6, na entrada da cidade. Teve gente ziguezagueando na Transamazônica e alguns foram surpreendidos durante blitzes de rotina. Todos, sem exceção, estavam com as condições psicomotoras alteradas devido ao consumo de bebida alcoólica em Marabá.

Orlando Feitosa da Silva ziguezagueava na BR-230, próximo ao shopping, em um Volkswagen Fox na tarde de sábado (6). Delzuito Queiroz da Silva, proprietário de uma Honda Pop 100, foi outro que incorreu no contrassenso de pilotar embriagado. Ele foi conduzido para a seccional no domingo (7).

Jaime Ferreira da Silva dirigia um Chevrolet Classic próximo ao posto fiscal da PRF no Núcleo Cidade Nova quando também foi abordado com sinais de alcoolemia. Weslley Rodrigues Resplandes colidiu sua Honda CG 150 Fan com uma guarnição da PM na Transmangueira.

Já Francisco das Chagas Mendes Dias foi quem empinou uma Honda CG Titan na Rua Sete de Junho, no Núcleo Marabá Pioneira. Ele confessou ter ingerido bebida alcoólica, mas resistiu à condução para a delegacia e precisou ser algemado.

Cícero Eltamar Bezerra Pereira, por sua vez, entrou na contramão da rotatória do Km 6 com o veículo na madrugada desta segunda-feira (8) e imediatamente foi abordado por uma guarnição militar que estava em um posto de combustível nas imediações.

Ainda na madrugada de hoje, Érica de Souza Jesus foi abordada pela PRF por conduzir a motocicleta sem capacete. Ela estava exaltada, com os olhos avermelhados, forte odor etílico e fala alterada, conforme ocorrência. (Portal Debate Carajás, com informações da Polícia Civil)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!