Na quarta-feira (29), a Organização Não Governamental Protetores de Patinhas divulgou em seu perfil no Instagram o caso de um cachorro que foi atingido com um tiro na cabeça, na zona Sul de Teresina. O fato causou comoção e mobilizou muitas pessoas na tentativa de ajudar o animal, que não resistiu aos ferimentos e morreu após ser resgatado e internado. 

De acordo com informações da publicação, uma mulher acionou a ONG com a denúncia de que o animal tinha sido baleado na cabeça. Mesmo com muitas dívidas, a organização foi até o local resgatar o animal e interná-lo. No entanto, para sua melhora, ele precisava de doação de sangue. Uma mobilização foi registrada na internet e o animal foi internado às pressas. Poucas horas depois, o animal morreu.

“Partiu…. Que impotência, que dor, que raiva, que angústia….. Nesse momento não tenho como descrever todos os sentimentos que nutri com esse ser das trevas que fez essa covardia. Pessoa sem coração, inútil, que a vida te devolva em dobro todo o sofrimento causado a essa vida, Perdoe a gente meu amor, chegamos tarde, não conseguimos impedir essa tragédia. Fizemos o que podíamos, corremos contra o tempo, recebemos ajuda e até conseguimos o doador, mas você não podia mais esperar. Me perdoa meu bem, eu não consigo pedir outra coisa a não ser perdão. Estamos destruídas, arrasadas, sem chão…. Obrigada a todos, muito obrigada mesmo, mas dessa vez perdemos a batalha. LUTO”, escreveu a ONG no Instagram.

Meio Norte