Marabá
30°C
Clear sky

Brasília e São Paulo reforçam segurança para atos bolsonaristas

Governos paulista e do DF se organizam para realizar revistas pessoais e monitoramentos por câmeras em tempo real
Brasília reforça esquema de segurança neste 7 de setembro Comunicação/Casa Civil
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Os governos de São Paulo e do Distrito Federal reforçaram a segurança nesta terça-feira para as manifestações previstas para este 7 de Setembro.

Pela manhã, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve participar de evento reservado no Palácio da Alvorada, com alguns ministros e comandantes das Forças Armadas, para o hasteamento da bandeira nacional.

O presidente anunciou que logo depois discursará na Esplanada dos Ministérios. À tarde, se desloca para participar de atos na capital paulista.

Em São Paulo, o efetivo de segurança será de aproximadamente 3.600 policiais e contará com o apoio de mais de 1.400 viaturas, 60 cavalos, 4 drones e 2 helicópteros da Polícia Militar (PM), segundo a Secretaria de Segurança Pública de SP.

Também participam da operação de segurança equipes dos Comandos de Policiamento da Capital (CPC), de Trânsito (CPTran), de Choque (CPChq) e do Corpo de Bombeiros (CCB).

Revistas e monitoramentos

Os atos serão ainda monitorados por meio de câmeras fixas, móveis, câmeras instaladas em motocicletas e as chamadas bodycams, instaladas nas fardas dos policiais. As imagens serão acompanhadas em tempo real direto do Centro de Operações da PM.

A Secretaria de Segurança paulista também prevê a realização de revistas em mochilas e bolsas dos participantes das manifestações, além de vistorias prévias e cadastro de carros de som.

Manifestação antecipada

Em Brasília manifestantes entraram na Esplanada dos Ministérios já na noite desta terça-feira (6).

Houve momentos de tensão. Um policial chegou a sacar uma arma em meio aos manifestantes que haviam furado bloqueios para chegar até a Esplanada.

A Secretaria de Segurança do DF informou ter permitido a passagem de alguns caminhoneiros e manifestantes no local ontem à noite.

Ao longo do dia de hoje, a PM do Distrito Federal deve realizar revistas pessoais e bloqueios em algumas vias da Capital Federal.

De acordo com o governo do DF, fica proibido acessar as áreas em que serão realizadas as manifestações portando objetos pontiagudos, garrafas de vidro e demais materiais que possam colocar em risco a segurança da população.

Também será restrita a utilização de drones sem autorização no espaço aéreo da Esplanada dos Ministérios. Os eventos serão monitorados ao vivo pelo Centro Integrado de Operações de Brasília. (CNN Brasil)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!