Jair Bolsonaro (PSL) recebeu críticas
do pastor Silas
Malafaia
nesta quarta-feira (28),
após o presidente eleito anunciar o deputado Osmar Terra (MDB) para assumir o
Ministério da Cidadania e Ação Social
. Aliado de
Bolsonaro, Malafaia acreditava na escolha do senador Magno Malta (PR) para a
pasta.
 
“A única pessoa que pode responder por que o Magno não
foi confirmado é o próprio presidente. Para mim, Bolsonaro disse três vezes que
estava pensando em colocar o Magno no Ministério da Cidadania. Apoio
integralmente o Bolsonaro, mas não vou concordar 100% com as ações dele. A
unanimidade é burra”, afirmou o pastor evangélico. Malta, que não conseguiu se
reeleger para o Senado, foi preterido de assumir ministérios, ainda que tenha
declarado, em entrevista, que estaria no primeiro escalão do novo governo.
 
O pastor criticou, ainda, a possível
escolha da senadora gaúcha Ana Amélia, favoritíssima para assumir o Ministério
das Comunicações. “Não concordo que Ana Amélia, vice de Alckmin, que sempre
criticou Bolsonaro, que só declarou apoio no segundo turno, tenha espaço. Malta
não, perdeu a eleição porque fez campanha para Bolsonaro”, disparou.
Fonte:
DOL