Marabá
29°C
Clear sky

Ladrões de carga oferecem R$ 100 mil para se livrar da prisão no Pará

Um dos suspeitos ainda agrediu repórteres da imprensa local
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Três criminosos foram presos no início da noite de terça-feira (8), acusados de envolvimento no roubo de uma carga de cigarros na rodovia PA-150. O crime aconteceu próximo da vicinal 43, no município de Tailândia, nordeste do Pará.

De acordo com a Polícia Militar, depois de tomar conhecimento do assalto ao caminhão, o comandante da 6ª CIPM, Major Corrêa, encaminhou algumas guarnições ao local do ocorrido.

No percurso, os policiais interceptaram uma caminhonete, onde estavam João Batista Alves dos Santos e Carlos Lázaro de Paiva Junior. João Batista ainda tentou empreender fuga, mas foi capturado. Ele já tinha um mandado de prisão em aberto.

Após a prisão dos dois primeiros e confissão do assalto, eles levaram os policiais até o local onde haviam escondido a carga a roubada. Segundo a PM, foi onde o terceiro acusado foi preso, Balthazar Wesley Quaresma de Souza, que também tinha mandado de prisão em aberto.

De acordo com a PM, o trio chegou a oferecer a quantia de 100 mil reais para permanecer em liberdade, o que foi recursado pelos policiais. Além do roubo de carga eles ainda poderão responder por corrupção ativa.

No momento da prisão, Balthazar Wesley ainda apresentou documento falsificado com o nome de Antônio Gustavo Jesus da Silva. Na ação da PM foram recuperados 1.700 pacotes de cigarros e apreendido um veículo.

Na chegada à delegacia, Carlos Lázaro de Paiva Junior ainda agrediu o apresentador da TV Guajará, Edson Rios, após desferir um chute. Ele também atingiu o cinegrafista da BMTV. Os três acusados e todo material apreendido foram encaminhados à delegacia de Tailândia.

Carga apreendida na casa de um suspeito.

Fonte: Portal Tailândia

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!