O Pará é um dos oito estados brasileiros que não adotaram as atividades remotas como carga horária escolar da rede de ensino público do estado, no período da pandemia.

As aulas presenciais nas escolas continuam suspensas, e estão assim há pelo menos dois meses devido ao avança no número de casos de covid-19, em todo Brasil. Uma portaria publicada pelo governo federal em abril, retirou a obrigatoriedade de dias letivos, mas manteve as horas mínimas em 2020.

A maioria dos estados adotou uma forma de atividade remota para alunos da rede pública de ensino, mas alguns não consideram as horas das práticas dessas atividades como carga horária, o que pode tornar o ano letivo perdido. Os estados de Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso, Sergipe e Tocantins, também não adotaram as atividades remotas como carga horária.

No Pará, o Governo antecipou as férias escolares de julho, para um período de 30 dias, a contar do dia 22 de abril, de acordo com o Decreto Estadual Nº 609. As férias encerrariam hoje, 21 de maio.

Entretanto, um plano de retorno das atividades ainda não foi anunciado, e até o início do mês, segundo publicação da Secretaria  Estadual de Educação (Seduc), ainda não havia previsão de retorno às aulas.

Um programa que auxilia manutenção de atividades educacionais, chegou a ser criado (Todos em Casa Pela Educação), com transmissão de aulas ao vivo na TV Cultura, mas devidos o avanço da pandemia no estado, as aulas passaram a ser reprisadas  sem novos conteúdos.

Roma News