O monitor do Centro de Internação de Adolescente Masculino (Ciam) Adnelson Palheta Vaz, 33 anos, efetuou um disparo de arma de fogo na perna de um indivíduo, ainda não identificado, na tarde de ontem (9), após o “valentão” tentar desferir golpes de faca em uma mulher, durante uma confusão, em uma chácara localizada no núcleo São Félix, em Marabá.

De acordo com as primeiras informações, a Polícia Militar foi acionada e prendeu Ednelson Vaz pelo crime de posse irregular de arma de fogo. O monitor teria apresentado a “posse” da arma aos militares, não o “porte”. Na 21ª Seccional de Polícia Civil, a vítima teria tentado inocentar o atirador, mas como houve lesão corporal, a prisão em flagrante foi mantida.

Na manhã de hoje (10), Ednelson Vaz foi conduzido para o Fórum da Comarca de Marabá para passar por uma audiência de custódia, onde o juiz da Vara Criminal decidirá se mantém a prisão do monitor ou opta pelo relaxamento da pena, para que ele possa responder ao processo em liberdade.