Cabo Assis, o “Tita”, lotado na cidade de Dom Eliseu-PA
A Polícia Civil do estado do Maranhão, no início da
manhã desta terça-feira (11), cumpriu 4 mandados de prisão contra os acusados
do assassinado do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, ocorrido no dia 11 de novembro de
2018. O prefeito foi vítima de sequestro quando estava em sua chácara,
localizada, no povoado Jussara, na cidade de Davinópolis. Segundo uma nota
publicada pela polícia militar, na época, o corpo do prefeito foi localizado, por volta de
9 horas da manhã, de 11/11/2018, no povoado Mata Grande. 
Os mandados
judiciais foram executados nas cidades de Grajaú e Imperatriz, ambas no Maranhão e na cidade de Dom Eliseu,
sudeste do Pará. 
 
Sargento Willame,
lotado na cidade de Grajaú-MA
Durante a operação,
foram presos Francisco
de Assis Bezerra Soares
, conhecido como “Tita”, Cabo da Policícia Militar do Estado do Pará, lotado na cidade de Dom Eliseu
; o mecânico José Denilton Guimarães, vulgo Boca Rica, segundo as investigações teria
contratado os pistoleiros;
Willame
Nascimento da Silva
, Sargento da Polícia Militar do Maranhão, lotado em Grajaú, pistoleiro, e Jean Dearlen dos Santos, alcunha de Jean Listrado, outro cooptado para
realizar a execução.
De acordo com Polícia Civil, existe um mandante para o assassinato de
Ivanildo Paiva, mas o nome ainda não pode ser divulgado.
Segundo
a Polícia Civil, Ivanildo Paiva entrou em luta corporal com seus algozes, foi imobilizado,
levado para o meio do mato e executado com vários tiros. Agora, a tarefa dos
policiais civis é identificar e prender o mandante do assassinato do
Ex-Prefeito da cidade de Davinópolis, no estado do Maranhão.