O povo de Marabá precisa ajudar a polícia a prender esses dois monstros
Mais um professor assassinado covardemente em Marabá
Se você for pai ou mãe de um desses dois monstros que executaram o Prof. Ederson Costa dos
Santos
, 29 anos, alvejado covardemente com vários tiros na cabeça,
por essa dupla (veja
vídeo abaixo)
, ainda não identificados, no início da Avenida
Tocantins, em frente ao SESI, em Marabá (PA), no dia 4/8/2018, entregue-os à
polícia. Eles podem matá-los friamente, assim como fizeram com um inocente
professor.
 
Momento da execução de Ederson Costa dos Santos
Caso você
seja um cidadão comum que identificou algum dos assassinos, denuncie essa
escória humana. Alguém de sua família, ou mesmo você, poderá ser a próxima
vítima desse delinquente calculista que apertou o gatilho contra um cidadão de
bem que ganhava a vida, ensinando os filhos dos marabaenses pobres a ser alguém
com um futuro melhor no Brasil. Seja ele seu parente, seu vizinho ou amigo.
Esse cara é frio e covarde, ele mora em algum lugar de Marabá. Alguém vai reconhecer
essa besta humana através das imagens. Ele virou-se de costas para Ederson
Santos, disfarçando-se, depois sacou a arma e atirou.
Professor – Mostre
esse vídeo para seus alunos (respeitando os limites de idade do estudante), mas
faça a exibição do frio assassinato do Prof. Ederson Costa dos Santos, para os mais
de 40 mil alunos e servidores da educação de Marabá. Alguém vai reconhecer um
desses crápulas. Somamos mais de 80 mil olhos em Marabá, um deles vai
reconhecer esses dois monstros. Nenhuma desavença ou acidente de trânsito dá
direito a ninguém a atirar em um ser humano dessa forma.
Se esse frio
assassino faz parte das forças de segurança como o Exército Brasileiro, Polícia
Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Polícia Federal e Polícia civil,
não seja conivente nem corporativista com esse monstro, denuncie esse dejeto
humano. Ele poderá fazer a mesma coisa com você. Uma escória humana dessa não
pode compor os quadros das nossas brilhantes instituições de segurança pública
do Pará. O povo de Marabá está indignado com essa execução covarde.
 
Prof. Ederson Santos trabalhava no Instituto Federal do Pará (IFPA)
Às 2 horas
da madrugada, andando pelas ruas da cidade, a gente só encontra as polícias,
seguranças de residências ou pessoas que curtem a noite, retornando para casa. Logo,
esse casal deve ter frequentado bares, academias, motéis ou casas noturnas de
Marabá. Os dois meliantes estavam de short e camiseta, traje típico de quem vem
de alguma festa ou atividade física. Se você for proprietário desses
estabelecimentos, verifique se esse canal passou pelas câmeras de segurança de
seu comércio e faça a denúncia. Esse crime não pode ficar impune. Se você
identificou esses assassinos, ligue para (94) 3312 3350 (Disque-Denúncia) ou (94) 98198 3350. Você terá anonimato garantido.
 
 
Pedro Ribeiro de Souza
Professor da Rede Pública Estadual